Pubalgia de Kaká não tem cura e terá que ser tratada a vida toda, diz jornal espanhol

Pubalgia de Kaká não tem cura e terá que ser tratada a vida toda, diz jornal espanhol

Atualizado: Quinta-feira, 4 Fevereiro de 2010 as 12

O problema de Kaká no púbis, que deixou o meia por mais de um mês fora dos gramados no ano passado, é permanente e precisa ser tratado a vida toda.

A informação é do jornal espanhol Marca, que afirma que o brasileiro faz trabalhos específicos para prevenir a lesão.

De acordo com a publicação, que falou com médicos do Real Madrid, Kaká faz, durante uma hora por dia, exercícios extras antes e depois dos treinos da equipe para fortalecer o púbis e evitar o incômodo. A pubalgia, segundo os médicos, faz com que o meia brasileiro ainda não esteja em perfeita forma física. Os profissionais garantem, no entanto, que Kaká voltará a ser o mesmo de antes da lesão.

Segundo o Marca, os profissionais do Real Madrid afirmaram que Kaká terá que se tratar durante toda a carreira do problema no púbis.

Doença

A pubalgia consiste em dor inguinal crônica e dor púbica unilateral ou bilateral. A incidência desta lesão é mais freqüente em homens, devido às atividades físicas intensas, principalmente ao futebol, tênis e corrida.

O tratamento inicial é sempre conservador. Repouso completo, administração de antiinflamatórios e aplicação de compressa de gelo por quinze minutos no local, para aliviar a dor. Pode-se alongar levemente os músculos abdominais, adutores e isquiotibiais (nos casos de término da dor, alongar normalmente).

A fisioterapia tem papel fundamental no re-equilíbrio muscular e no retorno as atividades desportivas. O tratamento cirúrgico só é utilizado caso o tratamento conservador falhe

veja também