Quando o sucesso chegar...

Quando o sucesso chegar...

Atualizado: Sexta-feira, 15 Junho de 2012 as 8:20

A Bíblia diz que o coração do homem é enganoso, e no mundo em que vivemos, temos que saber lidar com algo muito perigoso: o sucesso.

Sucesso é: aquilo que sucede; fato; caso; acontecimento; resultado; conclusão, segundo o dicionário Globo. Muitos o buscam, outros são surpreendidos por ele, isso pode acontecer por causa do reconhecimento humano diante de um grande feito. Por isso é preciso estar preparado para quando ele chegar. A intenção não é falar dos grandes feitos humanos que levam ao sucesso em uma escala progressiva, mas sim, daqueles momentos onde o homem, mesmo não buscando, se vê em evidência, cercado de lisonjas e aplausos. Como devemos lidar com isso? E o que fazer para não nos corrompermos quando isso acontecer? Usando a palavra de Deus, buscaremos algumas respostas.

A Bíblia nos fala do rei Uzias no livro de Crônicas (ll Cr 26:1-16). Ele começou a reinar ainda muito moço, com 16 anos de idade, e reinou por um período de 55  anosem Jerusalém. Elefoi um rei que prosperou por que contava com a ajuda de Deus.

Era um homem admirável em vários aspectos da sua vida, “Porque deu-se a buscar a Deus nos dias de Zacarias, sábio nas visões de Deus; e, nos dias em que buscou o SENHOR, Deus o fez prosperar” (ll Cr 26:5). O versículo 5 nos dá uma informação muito importante sobre a vida do rei Uzias: “nos dias em que buscou o SENHOR, Deus o fez prosperar”. Amados, os versículos 6 e 7 apresenta a glória do rei Uzias, suas vitórias e conquistas, mas sempre dependendo das orientações de Deus.

A Bíblia Viva traduz o versículo 5 da seguinte forma: “Enquanto Zacarias viveu Uzias sempre esteve ansioso por agradar a Deus”. Isso porque Zacarias era o seu mentor da parte de Deus, “Zacarias era um homem que tinha revelações especiais da parte de Deus”, o versículo conclui dizendo que enquanto ele seguiu os cominhos de Deus, ele teve sucesso.

Daí em diante Uziascontinua sendo um homem de visão, mas não mais do reino de Deus, continua edificando, mas não vidas para o reino de Deus, era um agricultor, mas, a semente que plantava não estava dando frutos para o reino de Deus, era um militar, mas não estava militando legitimamente como soldado de Cristo Jesus. Ele  tinha os seus próprios soldados, era um político, mas não administrava segundo as leis de Deus, era um engenheiro, mas pelo que parece já não usava suas habilidades para transformar os recursos da natureza em benefícios do povo. A Bíblia diz que não adianta o homem ganhar o mundo inteiro e perder a sua alma. Uzias tinha muitas qualidades, mas lhe faltou humildade, integridade e fidelidade a Deus.

Uzias ia muito bem, mas parece que as coisas começaram a mudar por causa do que acontece no versículo 8, “E os amonitas deram presentes a Uzias, e o seu renome foi espalhado até à entrada do Egito, porque se fortificou altamente”. Os presentes ou impostos recebidos dos amonitas, um povo cruel e guerreiro, inimigo de Israel, lhe trousse fama e reconhecimento.

O sucesso chegou! Poder, fama, reconhecimento, e agora? Como devemos lidar com isso?

1 – Não se deixe subornar

O Senhor Jesus nos deixou grandes exemplos, ele nunca se curvou diante do pecado, diante das injustiças sociais, e nunca fez acordos com grupos para obter benefícios próprios. Talvez as propinas dos amonitas tenham cegado o rei Uzias, um reinado que começou com a benção do Senhor agora estava à beira do fracasso. Homens públicos (políticos), e figuras eclesiásticas têm fracassado nos dias de hoje, porque o homem tem buscado mais a glória do mundo do que a gloria de Deus. Jesus disse: “Eu não recebo glória dos homens” (João 5:41).

Não deixe de fazer o que é reto aos olhos de Deus, lembre-se: enquanto Uzias vivia em retidão, Deus o fez prosperar.

Não desvie o foco, quando o sucesso chegar, não se esqueça da onisciência e da onipresença de Deus, porque “O SENHOR Deus vê o que acontece em toda parte; ele está observando todos, tanto os bons como os maus.” Provérbios 15:3 (NTLH).

2 – Mantenha os bons exemplos

“E fez o que era reto aos olhos do SENHOR, conforme tudo o que fizera Amazias, seu pai” (v 4). A Bíblia diz que o rei Uzias andou nos caminhos do seu pai Amazias, o seu pai fez algumas coisas boas dignas de serem seguidas, mesmo assim o homem não é padrão de perfeição, para uma geração corrompida o padrão é o Deus Santo: “Sejam santos porque eu sou santo” (1 Pedro 1:16).

Se olharmos no capitulo 25: 2,3, veremos que o homem não pode ser o nosso principal padrão de integridade. Amazias fez o que era agradável a Deus, o SENHOR, mas não foi sincero. Logo que se firmou no poder, ele mandou matar os oficiais que haviam assassinado o seu pai, o rei. O Senhor é o nosso maior exemplo, quando tiver que tomar uma decisão pare e pense: o que o Senhor faria? Ele responde: “Porque eu vos dei o exemplo, para que, como eu vos fiz, façais vós também”, (João 13:15). O Senhor Jesus apresenta Deus Pai como sendo o perfeito padrão de conduta: “Eu não posso de mim mesmo fazer coisa alguma; como ouço, assim julgo, e o meu juízo é justo, porque não busco a minha vontade, mas a vontade do Pai, que me enviou”, (João 5:30).

O apóstolo Paulo também seguia o exemplo do Senhor, ele disse: ”Sede meus imitadores, como também eu, de Cristo” (1 Coríntios 11:1).

 3 – Não deixe de buscar ao Senhor

Uzias buscou ao Senhor Deus nos dias de Zacarias, homem entendido nas visões de Deus e nos dias que o buscou, Deus o fez prosperar. O salmista Davi disse: “Esperei com paciência no SENHOR, e ele se inclinou para mim, e ouviu o meu clamor”, (Salmos 40:1).

Há aqueles que, enquanto vivem uma vida simples no anonimato, sem título de celebridade, estão mais próximos de Deus, têm uma vida de comunhão, mas, quando o sucesso chega, são levados para longe. Isso está de acordo com a palavra de Jesus em Marcos 10:25, que diz: “É mais fácil passar um camelo pelo fundo de uma agulha do que entrar um rico no Reino de Deus”. Não que o seu reino esteja vetado ao rico, mas sim, pelo fato do coração na riqueza se tornar um embaraço para a salvação. Portanto não deixe de buscar ao Senhor, mesmo com todo o sucesso, a melhor exaltação é aquela que vem do Altíssimo:“Humilhai-vos, pois, debaixo da potente mão de Deus, para que, a seu tempo, vos exalte” (l Pedro 5:6).

4 – Não deixe de depender do Senhor

O versículo 6 diz que Uzias guerreou e venceu, edificou cidades no meio dos inimigos. O versículo 7 nos mostra como isso foi possível: porque Deus o ajudou… O salmista Davi disse: “Se o SENHOR não edificar a casa, em vão trabalham os que edificam; se o SENHOR não guardar a cidade, em vão vigia a sentinela” (Salmos 127). Não deixe de ser dependente de Deus quando o sucesso chegar.

Esta é um conselho para você viva com sucesso, mas é também a receita para que você viva sem o sucesso que o mundo oferece. Andando no caminho do Senhor você terá suprida as suas necessidades, essa é a afirmação do Senhor: “Mas buscai primeiro o Reino de Deus, e a sua justiça, e todas essas coisas vos serão acrescentadas”. Era também a certeza do apóstolo Paulo: “O meu Deus, segundo as suas riquezas, suprirá todas as vossas necessidades em glória, por Cristo Jesus”, (Filipenses 4:19).

O sucesso chegou a sua vida? Basta você viver no caminho reto do Senhor, não deixando de buscar a dependência dele, não deixando de lutar com justiça e humildade. Agindo assim, poderá ter uma vida abençoada e feliz. O sucesso não vai corromper o seu coração como fez com o rei Uzias, que depois de ter crescido tanto, demonstrou uma grande fraqueza: “Mas, havendo-se já fortificado, exaltou-se o seu coração até se corromper; e transgrediu contra o SENHOR, seu Deus, porque entrou no templo do SENHOR para queimar incenso no altar do incenso” (ll Crônicas 26:16).

Que a história de vida do rei Uzias e de tantos outros, que estão relatadas nas páginas da Bíblia Sagrada, sirva para nos ensinar a crescer na graça e no conhecimento do nosso Senhor Jesus Cristo.

 

Por Pr. Carlos Azevedo é responsável pela IAP em Guanambi – BA.

veja também