Quantidade de bíblias não significa muita coisa

Quantidade de bíblias não significa muita coisa

Atualizado: Sexta-feira, 9 Setembro de 2011 as 8:50

Exportando para 105 nações, o Brasil já é o maior produtor mundial de Bíblias. A cada três segundos, o país edita um texto sagrado. A gráfica da Bíblia, da Sociedade Bíblica do Brasil, em Barueri-SP, domina 70% do mercado editorial bíblico brasileiro. São números impressionantes de uma história que começou em 1450 com o alemão Johann Gutenberg, quando imprimiu a primeira Bíblia.

Por incrível que possa parecer, os grandes consumidores não são os católicos, mas sim os evangélicos, apesar de ser um rebanho bem menor que o católico. A explicação fica por conta da ênfase protestante para que todo fiel tenha na leitura bíblica um santo hábito. Preço não é desculpa, no mercado, existem Bíblias de R$ 2,00 até R$ 140,00.

Os números são espetaculares, mas as perguntas precisam ser feitas. Evangélicos estão lendo, mesmo, as Bíblias que compram? Estão entendendo o que estão lendo? Estão praticando o que entendem do que leêm? Dos vários tipos de Bíblia que cada lar evangélico abriga, quantos são manuseados? Quantas destas Bíblias passam anos sem serem abertas, apenas acumulando poeira? Por outro lado, se a Bíblia está sendo consumida, e lida, em sua maior parte por evangélicos, por que se multiplicam as bizarrices e as esquisitices gospel país afora?

A livre leitura bíblica é uma conquista da Reforma. Ter acesso à revelação bíblica na própria língua é uma bênção sem medida. Mas rebanhos, com ou sem o texto bíblico, continuarão precisando de pastores que os guiem e os orientam, sempre na perspectiva consciente que guiam e orientam ovelhas que não são suas, mas do Senhor Jesus.

Eis o desafio, precisamos equilibrar nossa adoração, submissão, obediência, reverência, transformação e prática da Palavra com o milagre diário da multiplicação que está acontecendo nas gráficas bíblicas. Parabéns à quantidade, mas não nos descuidemos da qualidade.

Paz!

Por Edmilson Mendes

veja também