Que impactos a Igreja Mundial pode trazer na programação do SBT?

Que impactos a Igreja Mundial pode trazer no SBT?

Atualizado: Quarta-feira, 20 Julho de 2011 as 3:50

As negociações entre o SBT e a Igreja Mundial do Poder de Deus para a obtenção de um espaço nas madrugadas da emissora, têm caído no esquecimento, segundo relatou a Bemparaná.

As negociações entre o SBT e a Igreja Mundial do Poder de Deus para a obtenção de um espaço nas madrugadas da emissora, têm caído no esquecimento.

De acordo com a publicação o pagamento girava em torno de R$ 8 milhões mensais pela cessão desses horários, e se complicou quando o SBT passou a exigir o pagamento de três meses adiantados sobre o valor acertado. Desde então o assunto parece ter caído no esquecimento.

O impacto que a Igreja teria, seria grande, a exemplo dos grandes eventos que são promovidos, como o 13º aniversário da Igreja que reuniu em abril, cerca de 50 mil pessoas, no Rio de Janeiro.

Entretanto, o impacto da Igreja Mundial do Poder de Deus, pode ser negativo segundo a opinião de líderes evangélicos mais tradicionais.

O pastor e apologista cristão Natanael Rinaldi disse ao The Christian Post sobre algumas das controvérsias com relação às doutrinas e práticas das quais ele afirma que são as mesmas adotadas pela Igreja Universal.

Segundo Natanael Rinaldi, ambas as Igrejas tem problemas ligados a cultos afro, crendices e superstições populares do Brasil. Práticas de sal grosso, uso de cajado simbólico, água vinda do Rio Jordão, são alguns dos exemplos apontados por ele.
"O apóstolo Santiago também se ocupa com essas práticas, não há diferença de práticas e doutrinas, apesar de rivalidades entre as duas Igrejas", afirmou Rinaldi.

Algumas outras práticas realizadas que ele menciona é o batismo que é realizado mais de uma vez, tantas vezes que a pessoa reclamar que não está de acordo até que ela se sinta regenarada.

O apologista cristão aponta também doutrinas como "revolta contra Deus", da qual o povo não aceita por exemplo a pobreza e falta de bens materiais. Segundo Natanael Rinaldi, tal doutrina leva o povo a se rebelar contra Deus, e "isso é errado, pois é rebelião, seria como Saul".

Outra é a substituição de anjos, que eles acreditam em ter um anjo para cada pessoa e se o anjo que toma conta não está muito apto, a pessoa tem o direito de fazer a troca de anjos, através de pagamento à Igreja. Algo que não tem base bíblica, afirmou Rinaldi.

Tanto a Igreja Mundial do Poder de Deus e a Universal estão classificadas no grupo das Igrejas neo-pentecostais, de acordo com Rinaldi, e diferem em doutrinas e práticas das Igrejas tradicionais históricas e das pentecostais, como as Assembleias de Deus.

veja também