Quebrantado ou orgulhoso? Avalie seu coração

Quebrantado ou orgulhoso? Avalie seu coração

Atualizado: Quinta-feira, 29 Novembro de 2012 as 2:08

 

O texto que falou mto comigo nessa manhã: "Assim como a água reflete o rosto, o coração reflete quem somos nós" (Pv 27:19). Como está o nosso coração? Temos um coração quebrantado ou orgulhoso?
 
Avalie seu coração:
 
1- O orgulhoso procura falhas nos outros, é crítico e maldizente. O quebrantado tem uma profunda convicção das suas próprias necessidades espirituais e não se coloca como superior aos outros.
 
2- O orgulhoso tem um conceito mais elevado daquilo que realmente ele é. O quebrantado conhece o seu lugar e reconhece que todas as suas conquistas e capacitações vêm do Senhor.
 
3- O orgulhoso tem a necessidade de provar que está certo, se defende e não gosta de ser confrontado. Fica muito preocupado com a sua imagem e reputação, e sempre responsabiliza os outros pelos seus problemas. O quebrantado reconhece seus erros, renuncia seus direitos e recebe as críticas com um espírito humilde e disposto a aprender.
 
4- O orgulhoso deseja ser servido, busca ser reconhecido e estimado. Fica magoado quando os outros são promovidos e ele não. O quebrantado deseja servir para que os outros sejam bem sucedidos. Reconhece que é indigno e se emociona quando é usado por Deus. 
 
5- O orgulhoso espera que os outros venham lhe pedir perdão quando há desentendimentos. O quebrantado busca reconciliação sem se preocupar com a atitude da outra pessoa.
 
6- O orgulhoso faz comparações e também se compara com outras as pessoas achando que sempre faz tudo certo não tendo nada do que se arrepender. O quebrantado reconhece que necessita da misericórdia divina e de uma constante atitude de arrependimento.
 
7- O orgulhoso tenta resolver os seus problemas de acordo com o seu próprio entendimento não deixando Deus agir. O quebrantado se humilha e pergunta para Deus como agir, e então obedece ao Senhor, concordando ou não.
 
8- O orgulhoso acha que não precisamos de um coração quebrantado, mas tem certeza de que os outros precisam. O quebrantado reconhece sua constante necessidade de um novo encontro com Deus.
 
 
por Ronaldo Bezerra
via Facebook
 

veja também