Quem ama, sofre

Quem ama, sofre

Atualizado: Terça-feira, 4 Junho de 2013 as 8:50

amorEntão ele fez um chicote de cordas e expulsou todos do templo, bem como as ovelhas e os bois; espalhou as moedas dos cambistas e virou as suas mesas. 
João 2
 
Quando leio esse relato o que me vem à mente é compromisso. Mais do que a aparente irritação de Jesus, o que me chama a atenção é o que sua atitude expressa. Aliás, a cena mostra atitude.
 
Quem se compromete sofre. Se amo uma pessoa, sofrerei com o sofrimento dela e também com o que ela me causar. A indiferença, ao contrário, é a maior prova do desamor. Erros cometidos por pessoas que sofrem significam mais do que a apatia.
 
Sofrer e não demonstrar o sofrimento, pode ser apenas cuidado equivocado com a opinião que os outros têm a respeito do que aparentamos.
 
Era o Templo, a Religião funcionava a contento, havia ali pessoas preocupadas em manter as aparências e não mostrar qualquer equívoco, um jogo de cena adequado. Mas quem ama mesmo, não consegue se contentar com a plasticidade funcional da vida, prefere a dor do conflito, a desestabilização da verdade, o ato corajoso que expressa que se importa, que ama, que aquilo que não pode ficar como está, que a vida importa mais que a aparência.
 
 
- Alexandre Robles
 

veja também