"Queremos deixar a marca de Cristo", diz diretora da Juventude Batista

"Queremos deixar a marca de Cristo", diz diretora Batista

Atualizado: Quinta-feira, 21 Julho de 2011 as 6:45

Faltando poucos dias para o Despertar a agitação não pára no escritório da Juventude Batista Brasileira. É dali que partem as instruções para a realização deste e de outros eventos que vêm mobilizando jovens e adolescentes batistas de todo o Brasil.

Além do Despertar (que pode ser considerado o principal evento da organização, por ter um caráter nacional e ser onde acontecem importantes decisões, como a eleição da nova diretoria), a Juventude Batista Brasileira vem trabalhando intensamente para se relacionar de maneira cada vez mais próxima com jovens e adolescentes batistas de todas as partes do Brasil.

Uma das iniciativas que têm este alvo é o Paixão Pela Juventude, evento cujo objetivo é capacitar e fortalecer líderes de juventude. A programação, que surgiu há pouco mais de 1 ano e que já aconteceu em várias partes do país, é fruto direto da atuação da diretora executiva da Juventude Batista Brasileira, Gilciane Abreu, e sua equipe.

Em meio aos últimos preparativos para o próximo Despertar, que acontece entre os dias 20 e 23 de julho na Primeira Igreja Batista de Curitiba (PR), Gilciane conversou com O Jornal Batista sobre o período à frente da organização e afirmou que tudo o que é realizado tem apenas um objetivo: Deixar a marca de Cristo nesta geração.

OJB - O Despertar deste ano tem como tema “Deixe sua marca”, que marca vocês desejam que os jovens e adolescentes batistas deixem após este evento?
Gilciane Abreu - Queremos que esta seja uma geração parecida com Jesus. Amando a Deus sobre todas as coisas e ao próximo através de suas ações. Que possamos juntos influenciar vidas através dos nossos valores familiares, sociais e cristão. E que nossa juventude seja inspirada a viver a marca de Cristo em sua caminhada de fé.

OJB - Como vai se desenvolver o Despertar?
Gilciane - Além das celebrações, estamos preparando várias atividades especiais para esse Despertar. Vamos ter o Bem-vindos à Oração, que vai ser um momento especial antes das celebrações, um momento de intercessão, meia hora de oração por várias temáticas e por várias necessidades da juventude do Brasil. Além disso, vamos ter o Alta Frequência, um programa que mistura entretenimento e papo cabeça, e que nesta oportunidade contará com a participação de um produtor da emissora Record e de membros do Bope. Outra atividade será o Canjão, espaço para a galera mostrar seu talento. Há também os Multiplex, uma espécie de sessões de diálogo, cada um com sua dinâmica própria e apresentando várias temáticas de uma forma bem interativa. E no final das tardes será oferecido um Chocolate Quente, uma atividade para proporcionar comunhão entre os jovens das várias partes do Brasil.

OJB - E ainda dá tempo para realizar as inscrições para o Despertar?
Gilciane - Sim, ainda há tempo. Além disso, há a opção de fazer inscrição no dia congresso.
Já para aqueles que não puderem ir estamos disponibilizando a transmissão das programações pela internet. Será possível acompanhar todas as celebrações pelo site da Juventude Batista Brasileira - www.juventudebatista.com.br - e pelo Twitter, via Twitcam.

OJB - Agora, mudando um pouco de assunto, gostaria que você fizesse uma avaliação do seu temo à frente da Juventude Batista Brasileira (de julho de 2009 até aqui).
Gilciane - Entendo que este está sendo um tempo de crescimento e aprendizado, pois quando cheguei aqui (vindo da JUBERJ) fiquei muito assustada com a realidade do Brasil, que é ampla, diversa e com muitas necessidades, e cada estado tem suas próprias peculiaridades e nem todas as juventudes estaduais possuem o apoio da convenção para desenvolver o seu trabalho. Contudo, conseguimos montar uma excelente equipe de trabalho e partimos das atividades que já existiam e apresentamos outras para contribuir de forma direta com a igreja local. Outra decisão importante foi regionalizar nossas atividades agregando líderes de vários estados para andarem conosco, o que considero fundamental para que o trabalho da Juventude Batista Brasileira chegue até a igreja local. Como não temos muitos recursos para a realização de nosso trabalho, dependemos muito desses contatos. Algo que também considero importante nesse período foi a realização do Paixão Pela Juventude nas cinco regiões do Brasil. Com este evento tivemos a oportunidade de trabalhar com lideranças de juventude de igrejas de várias realidades diferentes, nos ajudando a fazer uma leitura da realidade do trabalho com juventude em nosso país, para o início de um novo ciclo que começa após o Despertar 2011.

OJB - E entre estes avanços é possível perceber um avanço da liderança?
Gilciane - Sim. Crescemos muito, amadurecemos e houve uma mudança natural no conselho. São jovens líderes que estão com muita vontade de trabalhar e de ver mudanças em nosso país para glória de Deus!

OJB - E quanto aos desafios, quais são os principais no trabalho com jovens e adolescentes batistas no Brasil?
Gilciane - A juventude em geral está movimentando o mundo, e poucos são os líderes da igreja local que estão percebendo isso. Portanto esse fator acaba sendo um grande desafio para o ministério com os jovens em nosso país. É urgente um caminhar acolhedor que valorize essa faixa etária.

OJB - Na sua opinião as igrejas estão conseguindo entender as necessidades e desafios da juventude de hoje?
Gilciane - Cada geração tem suas necessidades, suas potencialidades, características e desafios próprios, e muitas vezes a igreja continua respondendo perguntas que essa geração não está mais fazendo. O problema é que sempre queremos olhar para a geração que já passou como referência de trabalho, e não consideramos as singularidades da geração que está aqui. O fato é que dá muito trabalho se envolver com juventude. Você precisa conhecer bem o perfil dos jovens da sua comunidade, amá-los e estar disposto a encarar uma das aventuras mais emocionante da vida para quem é apaixonado por juventude.

OJB - Quais são os desafios desta geração de jovens que têm um compromisso com Deus e desejam fazer diferença?
Gilciane - É vencer as diversas pressões impostas por vários grupos sociais, e ainda se manter firme, mas isso só é possível cultivando um profundo relacionamento com Deus. Sendo assim, a vida de Cristo se manifesta nas atitudes gerando um comportamento diferente onde as marcas de Jesus são deixadas por onde passam.

OJB - E que palavra você deixa aos pastores, que têm um papel tão importante na vida da juventude de suas igrejas?
Gilciane - Tenha ousadia e coragem para lidar com os desafios e a realidade da juventude contemporânea, não fechem os olhos para os problemas sociais que influenciam o comportamento da nossa geração. Vá ao cinema com eles, jogue boliche, dominó, bola... Após o culto eles sempre frequentam uma lanchonete, apareça por lá e pague o lanche de todo mundo (brincadeira, risos). Mas cuide deles com amor. Que sua vida seja um exemplo e inspiração.

OJB - E que recado você deixa para os jovens batistas?
Gilciane - É por vocês que existimos, mesmo que para muitos sejamos tão distantes. Queremos corresponder às necessidades dessa geração. Para isto nos propomos a lidar de frente com toda a problemática social procurando respostas. Eu sei que às vezes é difícil, mas desejamos nos posicionar como uma voz profética a favor dos jovens de nosso país.
Assim, a mensagem que deixo para você, é que seja ousado também. Tome uma decisão de viver um relacionamento de amor com o Senhor, e não abra mão de investir os melhores anos de sua vida servindo a Deus. Nós, como Juventude Batista Brasileira, podemos colaborar com você nesta caminhada através das nossas atividades.

veja também