"Quero ser conhecido pela minha fé e não pelo sucesso no esporte", diz atleta cristão

A declaração do atleta cristão, Tim Tebow foi dada quando ele foi questionado se o seu envolvimento com projetos sociais poderiam ter afetado sua carreira esportiva.

fonte: Guiame, com informações do Christian Today

Atualizado: Sábado, 4 Março de 2017 as 10:08

Tim Tebow foi astro da Liga Nacional de Futebol Americano e agora tem jogado beisebol pelo 'New York Mets'. (Foto: New York Daily News)
Tim Tebow foi astro da Liga Nacional de Futebol Americano e agora tem jogado beisebol pelo 'New York Mets'. (Foto: New York Daily News)

"A filantropia não teria afetado a carreira esportiva do ex-astro do futebol americano e agora jogador de beisebol, Tim Tebow?". Esta pergunta foi colocada diante do atleta cristão durante uma recente coletiva de imprensa, realizada na margem do campo de treinamento do time 'New York Mets'.

A mudança de Tebow, saindo do futebol americano para o beisebol gerou comentários dos mais diversos tipos, enquanto muitos elogiaram sua escolha, já outros - como o colunista da ESPN, David Flemming disse que o atleta "fracassou". Outros ainda chamaram seu decisão de mudar de esporte foi uma "estratégia de marketing" e declararam que sua carreira como atleta chegou ao fim.

Mas Tebow não vê as coisas dessa maneira. Na verdade, ele não se importa de falhar em suas tentativas porque ele não quer viver se arrependendo de não ter tentado. Ao mesmo tempo, ele valoriza sua dedicação a Deus, muito mais do que sua carreira atlética. Então, voltando à pergunta sobre o seu envolvimento com ONG 'Fundação Tim Tebow' - que ele criou para desenvolver projetos sociais - Tebow respondeu que a Organização não tem um impacto negativo em sua carreira esportiva.

"De jeito nenhum", disse ele à WPTV. "Eu acho que todas essas coisas me ajudam muito mais a praticar esportes e jogar beisebol... mais do que vocês poderiam imaginar".

Tebow explicou que sua ONG lhe ensinou sobre como lidar melhor com a pressão e realmente o ajuda, "porque lidar com esportes é algo focado em lidar com a pressão".

"Bem, que pressão você sofre quando tem de 0 para 12 anos e está diante de um prato vazio, comparado a alguém [que] está lutando por sua vida, comparado a alguém do lado da rua no Haiti, porque eles estão aleijados ou mexendo no lixo?" ele perguntou. "Como você compara essas coisas?"

Tebow acrescentou que essas coisas são realmente incomparáveis. Pessoalmente, Tebow vê o beisebol como apenas um jogo. Mas seu trabalho no campo missionário é diferente.

"Eu quero que minha vida seja muito mais do que o sucesso no Esporte. Eu quero ser conhecido como alguém que traz fé, esperança e amor para aqueles que precisam de um dia mais brilhante durante a sua hora mais escura de necessidade. Isso que é um chamado de vida para mim. Assim, isso é muito maior do que o esporte", disse ele. "Mas eu sou muito grato por minha carreira nos esportes, porque isso me deu uma plataforma para passar a minha mensagem".

veja também