Radical África comemora sucesso em projeto de evangelismo

Radical África comemora sucesso em projeto de evangelismo

Atualizado: Segunda-feira, 29 Novembro de 2010 as 10:43

O culto de gratidão pelo retorno da turma 5 do Projeto Radical África – Voluntários Sem Fronteiras aconteceu na última quinta-feira, 25, na sede de Missões Mundiais. Cíntia S. da Silva, Geima G. Alves da Silva e Vivién R. do Carmo entoaram cânticos a Deus em dialetos africanos e francês e falaram um pouco sobre os 2 anos que estiveram em Mouzoun, no Mali.

  No campo missionário, elas atuaram no Projeto Restaurar, realizando atividades de atendimento clínico, e colaboraram com o PEPE – Programa de Educação Pré-Escolar. As jovens citaram como exemplo de um dos frutos colhidos na aldeia o testemunho do filho do chefe religioso daquela aldeia. Sabedor que o PEPE ensina, além das disciplinas, sobre Jesus, o líder afirmou que tiraria o menino da escola. As missionárias, então, passaram a orar e agir. Foram até a casa daquele homem para pedir-lhe permissão para divulgar na mesquita o início das matrículas para o próximo ano letivo. O líder religioso não só permitiu o anúncio como renovou a matrícula de seu filho, para a glória de Deus.

  Érica Lopes, integrante da coordenação do Projeto Radical, muito emocionada, agradeceu o empenho das três moças na evangelização daquela aldeia e chamou Talita Rodrigues Lima e Ana Lúcia Matosinho para entregar-lhes o certificado de conclusão do Projeto. As duas chegaram a participar dessa turma, que inicialmente tinha 11 jovens, mas por questões de saúde tiveram que retornar ao Brasil antes do tempo.

  O Pr. Renato Oliveira, dirigente do culto e coordenador dos missionários na Ásia, no Norte da África e no Oriente Médio, orou agradecendo pela vida dessas jovens Radicais que completaram mais uma etapa da carreira missionária. Ele também pediu para que Deus permita que elas continuem sensíveis ao agir do Espírito Santo, sendo bênçãos por onde quer que passem.

Ao final do culto, Cíntia, Geima e Vivién entregaram ao Pr. Renato um instrumento típico do Mali, uma espécie de miniviolão, para ser exposto no salão de cultos da JMM junto com objetos de outros países que lá já estão.

  A coordenação do Radical trabalha e ora para que o Projeto continue mobilizando jovens a se engajarem na obra missionária, tornando-os conscientes de que o mundo precisa da graça do Pai.

veja também