Reality Show nos EUA tem a missão de levar Jesus a prostitutas

Reality Show nos EUA tem a missão de levar Jesus a prostitutas

Atualizado: Sexta-feira, 10 Dezembro de 2010 as 11:19

Uma ex-adolescente que trabalhava para tráfico de sexo, prostituta, garota de programa e stripper está estrelando um novo reality show sobre ajudar prostitutas na rua e trazê-las a Jesus Cristo.

O show, ” Hookers: Saved on the Strip (Prostitutas: Salva de Strip Clubs),” segue Annie Lobert fundadora do ‘Prostitutas para Jesus’ em sua missão de resgatar as mulheres dispostas a fugirem do jogo. Ela as leva para Destiny House, um porto seguro onde ela tenta ajudá-las espiritualmente e prepará-las para o mundo real.

A série de três partes, que estréia quarta-feira, contém algumas cenas gráficas e menciona Deus muito poucas vezes. Mas Lobert insiste que o show é sobre viver o Evangelho.

“As peças que você verá é o que [Investigation Discovery] escolheu retratar. Há um monte de coisas que você não vai ver e você só vai ter que confiar, se você for um telespectador cristão, nós estamos fazendo isso para Deus,” disse Lobert ao The Christian Post. “É um espetáculo sobre a redenção e restauração em Jesus Cristo.”

Através do show, Lobert está esperando ajudar a corrigir equívocos de pessoas de prostituição e destruir o estereótipo associado à prática.

“Eu acho que a palavra ‘prostituta’ tem sido jogada para debaixo do tapete e pensada como um tipo de palavra como lixo-sujo-que-você-merece-que-você-quiz,” disse ela. “Mas em toda a realidade é a mesma coisa que o tráfico sexual, porque 90 por cento das mulheres que se vendem são proxonetas. E adivinhem? Prostituição é igual tráfico de sexo.”

Uma pessoa de 43 anos de idade, que trabalhou 16 anos como garota de programa de alta classe, disse que é importante lembrar que o tráfico, prostituição e sexo andam de mãos dadas, porque quando as mulheres vendem seus corpos estão sendo vítimas de tráfico sexual por seus cafetões e igualmente pelos seus clientes.

Lobert notou que essas mulheres criam um vínculo saudável emocional, espiritual e mental com seus cafetões pensando que em meio a toda a dor e todo o medo de ser morto, as coisas podem melhorar mesmo estando na indústria.

Ela não só sabe disso pelo fato, mas pela experiência. Quando ela decidiu deixar a indústria do sexo, ela voltou a ela muitas vezes. Afinal, era um mundo que ela era um perito dentro.

“Hookers: Saved on the Strip,” retrata as lutas que as mulheres enfrentam ao tentar levar uma vida saudável. Para muitos, o salário mínimo é uma dura realidade. Uma das mulheres, Regina, que tentou trabalhar ganhando salário mínimo, recorda, “O último salário que eu tenho, eu poderia ter feito isso em uma hora.” Depois de ter estado na indústria há 14 anos, Regina é deixada em um vácuo social, onde ela não pode começar um trabalho real, porque ela não tem as habilidades, e onde ela não pode realmente socializar, porque ela costumava fazer as coisas de sua própria maneira.

Em última análise, através do programa de TV, Lobert quer deixar a Igreja e o mundo saber “que não é justo julgar essas mulheres.”

“Elas são filhas de Deus que nós precisamos amar,” disse ela.

“Prostitutas: Salvas do Strip” estréia quarta-feira, às 10h da noite (ET- Tempo Oriental) no canal Discovery Investigation.

veja também