Reforma e reavivamento exaltados em reinauguração no Maranhão

Reforma e reavivamento exaltados em reinauguração no Maranhão

Atualizado: Quinta-feira, 16 Dezembro de 2010 as 11:28

Ontem, dia 15/12, a capela da Associação Maranhense foi reinaugurada depois de uma restauração. Ela ganhou cores neutras em um ambiente moderno, o que propiciou um clima agradável para adoração a Deus. O momento contou com a presença dos pastores que compõem o trio administrativo da União Norte Brasileira,  Leonino Santiago, presidente,  Moisés da Silva, secretário e Clairton Oliveira, tesoureiro, além dos pastores da AMa, funcionários e irmãos.

A consagração da Capela foi feita pelo pastor Clairton que convidou cada colaborador para uma Reforma e Reavivamento na vida, bem como o derramamento da Chuva Serôdia sobre a igreja. Um louvor especial a Deus foi oferecido pelo Dynamus, quarteto oficial da AMa. Mycéia Viana trabalha há três anos na Ama e para ela a capela é um refúgio, um lugar de adoração. “É aqui onde eu vivo momentos de união com os colegas de trabalho, afinal somos irmãos em Cristo. A nova capela trouxe mais aconchego, o que faz nossa adoração a Deus ser mais solene”.

O prédio da sede administrativa da Associação Maranhense que funciona há 22 anos está sendo reestruturado para o melhor atendimento. Em 2011, todos poderão acompanhar as novas mudanças que serão seguidas de um novo site - www.ama7.org.br.

Nomeação – Ainda em relação à Associação Maranhense, Edson Erthal, que ocupava o cargo de contador na União Norte Brasileira em Belém, foi nomeado para a função de tesoureiro da AMa. Erthal ocupará o lugar deixado por Adimilson Duarte, nomeado como tesoureiro da Associação Baixo Amazonas.  A Associação Maranhense da Igreja Adventista do Sétimo Dia abrange todo o norte do Maranhão, administra 47 distritos e avança com planos de dividir seu campo no próximo quadriênio, em 2013. O novo tesoureiro comporá o trio de administradores da AMa, que tem como presidente o pastor Ezequias Guimarães e como secretário o pastor Ramildo Bezerra.

Por Tatiane Lopes

veja também