Refugiado cristão da Nigéria se torna o campeão de xadrez mais novo dos EUA, aos 10 anos

Tanitoluwa Adewumi e sua família fugiram do país africano em 2017 para escapar do Boko Haram e graças a suas vitórias no Xadrez, a família teve a vida transformada.

fonte: Guiame, com informações do The Christian Post

Atualizado: Quinta-feira, 13 Maio de 2021 as 4:50

Tanitoluwa Adewumi, de 10 anos, é o mais novo mestre nacional de xadrez dos EUA. (Foto: Reprodução/Facebook).
Tanitoluwa Adewumi, de 10 anos, é o mais novo mestre nacional de xadrez dos EUA. (Foto: Reprodução/Facebook).

Um refugiado cristão, de 10 anos, se tornou o campeão de xadrez mais novo dos Estados Unidos. Tanitoluwa Adewumi e sua família fugiram da Nigéria em 2017 para escapar do Boko Haram e vieram para Nova York.

O menino derrotou um mestre de xadrez internacional e um mestre de xadrez nacional no torneio Fairfield County Chess Club Championship, realizado em Norwalk, Connecticut, no dia 1º de maio.

O pai de Adewumi, Kayode, comemorou a conquista do filho, atribuindo-a a Deus. “Nosso Deus fez isso de novo hoje. Tani venceu o campeonato do Chess Club of Fairfield Connecticut”, disse em sua conta no Facebook.

Em 2017, os cristãos da Nigéria enfrentaram uma onda de ataques pelo grupo islâmico Boko Haram e a família de Tani fugiu para os EUA. Com ajuda de um pastor, ele, seu irmão mais velho e seus pais moraram num abrigo para sem-teto em Manhattan.

Perto do abrigo havia uma escola de xadrez, onde Tani começou a frequentar e descobriu o seu talento para o jogo. Em 2019, com apenas 1 ano jogando xadrez, o garoto venceu o campeonato do estado de Nova York. 

Sua história de superação chamou a atenção do jornalista do New York Times, Nicholas Kristoff, que contou sua incrível história em uma reportagem, pedindo que os leitores ajudassem a família a conseguir uma moradia. 

Hoje, os prêmios do xadrez de Tani mudaram a realidade de sua família, que desde 2019 se mudou do abrigo para uma casa. Um livro sobre sua história foi publicado, se tornando um best-seller nos EUA, intitulado “Meu nome é Tani e eu acredito em milagres: a incrível história verdadeira da jornada de um menino de refugiado a campeão de xadrez”.

O livro será adaptado para o cinema por Trevo Noah e o roteirista de “À procura da felicidade”, Steven Conrad. 

“A vida está melhor, eu diria. Agradeço a Deus por tudo o que Ele fez por nossa família”, disse Tani em entrevista ao canal americano NPR.



veja também