Refugiado sírio deixa sonho de ser terrorista após conhecer o Evangelho: “Quero levar paz”

Peter sonhava em ser terrorista, mas teve sua mente transformada ao aprender sobre o Evangelho de Jesus por missionários.

fonte: Guiame, com informações do MNNonline.

Atualizado: Sábado, 28 Abril de 2018 as 10

Peter só tem 11 anos, mas foi liberto de ideologias islâmicas. (Foto: Reprodução).
Peter só tem 11 anos, mas foi liberto de ideologias islâmicas. (Foto: Reprodução).

A escritora e pesquisadora Julie Bourdon comentou sobre como os cristãos podem acabar com o terrorismo antes mesmo dele começar. A solução parece simples, mas na verdade é bíblica e estratégica. Educação. “Como podemos vencer a desesperança e a pobreza? Você acreditaria em mim se eu dissesse que educação era a resposta?”, indaga em artigo publicado no site Mission Network.

“Através da educação, a ‘Heart for Lebanon’ está tendo um impacto incrível entre os refugiados na Síria”, afirma explicando que a iniciativa cristã administra três programas educacionais no Líbano. Em Beirute, no Vale do Bekaa e na parte sul do país. Segundo ela, cada programa tem cerca de 100 crianças, com idades entre cinco e 13 anos.

Crianças são transformadas diariamente e uma delas é Peter. Tom Atema, um membro do Heart for Lebanon, compartilhou com Julie o testemunho de um jovem garoto que tinha o sonho de ser terrorista, mas que teve sua mente transformada pelo Evangelho.

“Como muitas famílias sírias, a casa de Peter foi bombardeada. Seu avô, pai e um de seus irmãos morreram na explosão. Sua mãe fugiu com ele e outras duas irmãs para as montanhas”, explica Julie. Ela conta que a entidade cristã passou a ajudá-la e ofereceu o programa educacional para seus filhos.

“Quando as crianças entram no programa, elas são convidadas a compartilhar sua história - de onde vieram e por que estão aqui. Mas também, a equipe faz uma pergunta que poucos refugiados consideram. Eles são questionados sobre qual o sonho deles para o futuro. E seu sonho era ser um terrorista. Ele foi ousado e firme quando disse. Ele nunca havia ido à escola. Ele tem 11 anos. Só participou de aulas que o ensinou a odiar, atirar e ser um terrorista”, disse Tom Atema.

Eduação é a resposta

Ele explica: “Ficou evidente que seu pai e seu avô levavam Peter a escola para aprender lições de ódio e violência. Mas Deus interveio na vida dele, resgatando-o de uma vida de destruição. Ele tem ido a nossa escola há pouco mais de um ano. Eu vi Peter em minha última viagem e disse: ‘Peter, o que você quer ser quando crescer?’ Ele disse: ‘Um oficial da paz’”.

“Eu disse: ‘Que tipo de oficial da paz? Explique isso para mim’. Ele disse: ‘Bem, estou dividido entre um pastor ou um policial. Tudo o que sei é que quero levar a paz de Jesus Cristo ao meu povo porque Jesus me deu paz’. É por isso que temos os programas educacionais da Heart for Lebanon”, relata Atema.

veja também