Regiões de Taquara e Gravataí recebem caravana adventista

Regiões de Taquara e Gravataí recebem caravana adventista

Atualizado: Terça-feira, 15 Fevereiro de 2011 as 10:46

No último fim de semana, nos dias 12 e 13, a liderança da Associação Sul-rio-grandense esteve em mais duas regiões do campo para promover as capacitações anuais dos líderes de departamentos das igrejas. O evento não é apenas de treinamento e distribuição de materiais, mas também de adoração a Deus. Metade do tempo de programação é dedicado a apresentar testemunhos de projetos da Igreja que deram certo, e merecem ser repetidos no novo ano.

O casal Anderson e Lucimara Lopes, de Osório, apresentou ao público o número marcante de pessoas que levaram ao batismo no ano de 2010: 29. Durante o ano, a família estudou a Bíblia com 40 pessoas e ainda dirigiu um pequeno grupo com crianças e adolescentes com problemas familiares. Tudo começou em um retiro de evangelistas voluntários do projeto 300 de Gideão. Lucimara já desenvolvia 8 funções na igreja, mas ali percebeu que precisava fazer mais pela causa de Deus. "Estou muito feliz, também porque 8 destas 29 pessoas são da minha família. Mas ainda quero fazer mais", assegura Lucimara.

Mas quem encantou os participantes foi a aposentada Nidia Fossá. Ela foi à frente contar sua história quando ajudava financeiramente a igreja do bairro Glorinha, em Gravataí, a construir uma igreja. Sem aviso, ela teve o valor da pensão suspenso por dois anos e meio. Precisava do valor da pensão. Então pediu a Deus que, se recebesse a pensão novamente, terminaria de construir a igreja. E assim aconteceu, a igreja de Glorinha concluiu as obras cinco meses depois.

Seu exemplo de desprendimento ficou claro ao relatar que, durante este período, pagou os estudos de um aluno de Teologia, que hoje atua como pastor da Igreja Adventista em São Paulo. Mas ela queria fazer mais. Ao visitar a praia, decidiu construir uma igreja em Tramandaí, com boa visibilidade. O plano era usar o valor dos precatórios que tinha para receber. "Orei, e depois de cinco meses consegui receber os precatórios", afirma surpresa. Ela pesquisou e comprou dois terrenos, e entregou para que a equipe de engenharia da ASR fizesse o projeto. "Tive o privilégio de inaugurar essa igreja, uma das mais bonitas igrejas da região da praia. Ela se preocupou até com o estacionamento", confirma o pastor presidente da ASR, José Elias Zanotelli.

As famílias presentes na capacitação foram desafiadas a adquirir 200 exemplares do livro missionário do ano - Ainda Existe Esperança, de Enrique Chaij - para distribuição em sua comunidade. Nas últimas duas capacitações esteve presente o pastor presidente da Igreja para toda a região sul do País, Marlinton Lopes. Ele deu treinamento aos anciãos e diáconos de igreja, juntamente com o pastor Zanotelli.  

veja também