Renascer adota estratégia para evitar a contaminação da nova gripe em cultos

Renascer adota estratégia para evitar a contaminação da nova gripe em cultos

Atualizado: Domingo, 26 Julho de 2009 as 12

Seguindo a orientação do Ministério da Saúde, a igreja Renascer em Cristo adotou medidas para evitar o contágio da nova gripe durante os cultos. Cartazes, palestras e comunicação interna são as armas do Ministério Saúde Social, braço assistencial da igreja, para prevenir seus fiéis.

Um comunicado, enviado aos líderes, recomenda que portas do templo permaneçam abertas durante a realização dos cultos para circulação do ar e que abraços e contatos físicos sejam evitados. Outra orientação é para que pastores com resfriado ou gripe sejam substituídos. Máscaras, luvas e gel antisséptico também ficam a disposição dos fiéis.

Antes de cada reunião, a Renascer informa aos freqüentadores sobre a gripe Influenza A (H1N1). A principal delas está baseada em informações médicas e do Ministério da Saúde de que quadro atual não é motivo para pânico, mas que cuidados necessários sejam tomados.

O Brasil já registrou 29 vítimas fatais da gripe suína em quatro Estados: São Paulo (12), Rio Grande do Sul (11), Rio de Janeiro (5) e Paraná (1). Nenhum caso foi detectado nas dependências das Igrejas Renascer, nem entre a liderança.

A nova gripe é uma doença respiratória causada pelo vírus influenza A, chamado de H1N1 e popularmente de gripe suína. Ela é transmitida de pessoa para pessoa e tem sintomas semelhantes aos da gripe comum, com febre superior a 38ºC, tosse, dor de cabeça intensa, dores musculares e articulações, irritação dos olhos e fluxo nasal.

veja também