Reportagem da TV Record conhece projeto musical da ADRA

Reportagem da TV Record conhece projeto musical da ADRA

Atualizado: Segunda-feira, 22 Novembro de 2010 as 1:56

No dia 17 de novembro, às 14h, o núcleo da ADRA (Agência Adventista de Desenvolvimento e Recursos Assistenciais), da cidade Cubatão-SP, recebeu a equipe de reportagem da TV Record da Baixada Santista. A pauta foi o projeto Vivendo e Aprendendo, que há 9 meses em parceria com a Petrobras, trabalha  com a inicialização musical de 32 crianças carentes com os instrumentos de teclado, flauta e violão.

O motivo da reportagem para o Jornal da Record, foi o contato do jornalista - assessor da Instituição Beneficiente Israelita Ten Yad - que estava procurando na internet, uma instituição social que envolvesse musicalização. O objetivo foi para conhecer o pianista Ethan Bortnick, de renome internacional, que se apresentou na mesma noite, às 20h, no Teatro Bradesco, na capital paulista. Um evento especial de aniversário da instituição.

Larissa e Mayara representaram as crianças do núcleo. O entusiasmo tomou conta quando elas assistiram à apresentação desse garoto prodígio de 10 anos de idade, acompanhadas pela equipe de reportagem da TV Record. No final elas tiveram o contato direto do artista no camarim. Conversaram sobre seus sonhos e receberam o incentivo de Ethan.

“Fiquei feliz em saber que sou inspiração para esse grupo de crianças. Conhecer essas duas garotas aqui no meu camarim e saber do envolvimento com a música é fantástico. O futuro reserva muitas coisas boas para elas”, disse  Ethan, que veio ao Brasil pela primeira vez e que mora na Flórida - Estados Unidos.

Edilene Araujo é diretora de marketing e desenvolvimento da ADRA paulistana e confirma a credibilidade do uso do site. “A divulgação dos nossos projetos no site abre oportunidades de mostrar para outras instituições e canais abertos de televisão, que temos bons exemplos de ações de solidariedade. Com certeza a internet é uma ferramenta poderosa”, disse Edilene.

Para a diretora do núcleo - Marlene da Cruz de Almeida - essa experiência para as crianças vai ser um diferencial na vida delas. “O contato que essas crianças tiveram com a apresentação ao vivo do músico, e mesmo as outras crianças do núcleo, ao verem o vídeo do pianista, é uma oportunidade indispensável para o seu desenvolvimento e transformação”, ressaltou.

veja também