Reverendo Steve Bentley abriu um estúdio de tatuagem dentro de sua igreja

Pastor americano abre estúdio de tatuagem dentro de igreja

Atualizado: Quarta-feira, 18 Janeiro de 2012 as 11:59

A relação entre o mundo das tatuagens e as religiões não costuma ser lá muito próxima. Um pastor americano, no entanto, está tentando quebrar este paradigma. E de uma forma no mínimo curiosa: o reverendo Steve Bentley abriu um estúdio de tatuagem dentro de sua igreja, que conta com cerca de mil frequentadores.Chamada de "The Bridge" ("A Ponte", em português), a igreja fica dentro de um shopping de Michigan. O estúdio, por sua vez, foi batizado com o sugestivo nome de "Tatoo Serenity" - algo como "serenidade das tatuagens". O ministério de Bentley prega que a religião dominante está afastando-se cada vez mais das pessoas, e iniciativas como esta serviriam para tentar reverter este processo.
A igreja "The Bridge" contratou dois tatuadores, um deles um álcoolatra em recuperação Foto: Reprodução de internetDois tatuadores foram contratados para trabalhar no local. Ryan Brown e Drew Blaisdell pegam no batente durante oito horas diárias, de segunda a sábado, já que a clientela não vem deixando a desejar. Na mesma sala onde são feitas as tatuagens, repousa a água batismal utilizada pelo pastor.- Nós estamos tornando a igreja um lugar diferente. Você pode fazer uma tatuagem num ambiente limpo. Você pode fazê-las sem deixar de lado o seu código moral - explicou Steve Bentley, que tem ele próprio duas tatuagens.
Uma das duas tatuagens do reverendo Steve Bentley Foto: Reprodução de internetE não são apenas os fiéis que acabam impactados pela novidade implementada pelo religioso. Brown, um dos tatuadores, é um alcóolatra em recuperação e vê na igreja uma oportunidade de dar um rumo melhor para sua vida.- Eu tinha o meu próprio estúdio, mas não havia muito propósito no meu trabalho. Rezei muito e decidi que o melhor era fechá-lo e vir para a igreja. Achei que poderia ter coisas mais positivas aqui - contou ele, de acordo com a agência de notícias "AP".

veja também