Revolução

Revolução

Atualizado: Terça-feira, 29 Março de 2011 as 10:09

Você que estava orando por um salto de qualidade espiritual no contexto da Igreja no Brasil prepare-se! O momento chegou e a hora é agora! O Senhor está tocando líderes cristãos e mexendo com a igreja em todo o mundo e promovendo uma verdadeira REVOLUÇÃO. Essa é a percepção e palavra de alerta captada por um dos mais renomados líderes cristãos da atualidade nos Estados Unidos: Dr. George Barna, autor dos livros: “O Poder da Visão”, “Marketing na Igreja”, “Igrejas Amigáveis e Acolhedoras”, “Rã na Chaleira”, todos publicados pela Abba Press e altamente recomendados por pastores renomados de várias denominações.

Depois de vários anos de pesquisas e estudos entre a maioria das igrejas norte-americanas a fim de estudar os motivos do constante êxodo de membros das igrejas tradicionais, Barna descobriu o embrião de um grande movimento que caminha célere sem que ninguém o possa parar. Esse movimento “de dentro para fora da igreja” está dando origem a uma nova forma de igreja: “o ser Igreja”. Milhares de cristãos sinceros e dedicados, que por quase toda a vida empenharam seus esforços na construção de um modelo tradicional de igreja, agora estão debandando para outros modelos menos convencionais e mais autênticos de ser cristão e cultuar ao Senhor. As casas estão voltando a ser o reduto da Igreja, e milhares de grupos pequenos estão pipocando em todas as partes dos EUA deixando enormes templos e catedrais quase vazios. Muitas igrejas já estão recebendo propostas para se tornarem estacionamentos ou shopping centers. Mas, quais as causas desse êxodo cristão de volta às casas? O que Deus está fazendo com seu povo nesses últimos dias? E o que pode ocorrer com as igrejas no Brasil? Será que padecemos dos mesmos sintomas gerais que acometem a igreja americana?

Quais seriam as semelhanças e as grandes diferenças? Essas e outras questões você estará refletindo ao ler o mais polêmico trabalho de pesquisa e análise de George Barna; livro que vem sendo proclamado como profecia para a igreja de hoje, e criticado como heresia por muitos pastores que vivem das tradições de suas igrejas e denominações. Contudo, a história é inexorável! Ninguém conseguirá deter essa REVOLUÇÃO, pois ela é promovida pelo Espírito Santo, rumo a última batalha. Nos próximos anos, os grandes conflitos nacionais, não se darão pela posse do petróleo ou de outras matrizes de energia, nem pelo poder econômico, que sempre mobilizou o coração humano, nem tão pouco pelo prestígio político mundial, o grande appeal será a defesa fanática dos grandes movimentos religiosos: a luta dos xiitas das religiões entre si em prol do domínio religioso do mundo, e a última fronteira é a Palestina. Aproveite bastante a leitura do seu REVOLUÇÃO e tire suas próprias conclusões, não se deixe levar pelos boatos ou pela crescente polêmica envolvendo o obra e a pessoa de George Barna (leia abaixo o prefácio escrito pelo próprio George Barna sobre seu polêmico livro) Boa Leitura! Oswaldo Paião Editor Prefácio Logo depois de formar-me na Faculdade de Boston, aceitei o posto de analista político na legislatura de Massachusetts.

A experiência e os contatos obtidos mediante essa posição se transformaram na administração de campanhas para vários candidatos a cargos federais e estaduais. Um dos aspectos mais cativantes dessas posições foi a arte de calcular o futuro e de como preparar as pessoas para o que viria. Depois de novos estudos e mais alguns anos nas trincheiras da atividade política e de marketing, minha esposa e eu abrimos o Grupo Barna de Pesquisas. Esta plataforma me permitiu trabalhar com—e aprender lições importantes com—uma lista de clientes desde fontes de influência da mídia, tais como a Disney e a ABC, até organizações tão diversas quanto a Visa e os militares, incluindo também numerosos ministérios cristãos. A pesquisa tornou-se um trampolim para analisar o futuro e as mais estratégicas reações às possibilidades emergentes. Depois de completar uma boa pesquisa da sociedade de vários ângulos, escrevi um livro em 1990 com o título The Frog in the Kettle [Rã Na Chaleira / Abba Press]. A premissa era que poderíamos prever o que aconteceria nos Estados Unidos durante a década seguinte com razoável exatidão, capacitando os indivíduos e organizações (inclusive ministérios cristãos) a prever mudanças, ajudar a moldá-las e capitalizar com respeito à natureza em transição da nossa cultura. É gratificante recapitular o conteúdo do livro e compreender que mais de noventa por cento dos resultados previstos se concretizaram. Entretanto, as conseqüências mais gratificantes foram as declarações de muitos líderes, indicando que tal antecipação ajudara os seus ministérios a prosperarem em meio ao caos e às dificuldades.

O livro que você está lendo oferece uma descrição ainda mais significativa do produto da mudança cultural e da transformação espiritual. Ao contrário do Rã na Chaleira, este não é um livro sobre diversas tendências. Possui uma única tendência que já está redefinindo a fé e a igreja em nosso país. Trata-se de uma energia e uma atividade espirituais que estamos chamando de Revolução—uma reengenharia sem precedentes da dimensão da fé americana, a qual será provavelmente a transição mais importante que você jamais experimentará no panorama religioso. Ao ler os capítulos que se seguem, você vai compreender a razão pela qual faço tão ousada afirmativa. Permita-me explicar a razão de ter escrito este livro. Há três resultados que espero atingir. Primeiro, quero informar as pessoas sobre as mudanças radicais que estão modificando a igreja na América. Usando a nossa pesquisa nacional como fundamento, juntamente com narrativas oferecidas por muitos revolucionários sobre a sua jornada espiritual, este livro pretende apresentar um quadro da condição atual da Revolução e para onde ela está se dirigindo. Segundo, além de apresentar simplesmente a Revolução e seus participantes, desejo ajudar os revolucionários a compreenderem melhor a si mesmos. Muitos deles sentem-se como se fossem estranhos e a maioria luta com sentimentos conflitantes sobre a sua posição de líderes espirituais que não possuem uma pátria espiritual. Eu me sentiria muito feliz se este pequeno volume ajudasse a firmar a consciência pessoal deles, legitimar sua busca louvável de serem como Cristo, além de prover linguagem esclarecedora e recursos práticos para assisti-los em sua jornada.

Finalmente, quero encorajar os que estão lutando com sua posição no reino de Deus para considerarem este despertamento espiritual como uma alternativa viável ao que buscaram e experimentaram até agora. Algumas vezes as pessoas sabem o que elas querem e devem fazer, mas sentem-se constrangidas pelas circunstâncias ou expectativas. Espero que este livro dê a essas pessoas a permissão que precisam para alcançar o seu próximo nível de maturidade espiritual. Quer você queira ou não, terá de posicionar-se com respeito à Revolução. Ela está prestes a tornar-se o novo e mais importante padrão do corpo de cristãos americanos em mais de um século. A sua resposta não deve basear-se no fato de sentir-se ou não confortável em relação a ela, mas sim na sua conformidade com os princípios bíblicos e sua capacidade de fazer avançar o Reino de Deus. Se você for um seguidor de Jesus Cristo, deve então entender esta Revolução de fé porque ela já está causando impacto na sua vida e vai continuar a fazer isto nos anos vindouros. Minha oração é que este livro forneça o discernimento que você necessita para abranger esta dinâmica espiritual e descobrir como está, ou deveria estar, a sua própria viagem de fé, ligada à Revolução.

Se você descobrir que é, ou quer tornar-se, um revolucionário, bem-vindo ao grupo. Do lado prático, quero advertir que em todo o livro uso as palavras igreja (i minúsculo) e Igreja (I maiúsculo) de maneiras muito diferentes. A distinção é crítica. O i minúsculo se refere à experiência de fé baseada na congregação, que envolve uma estrutura formal, uma hierarquia de liderança e um grupo específico de crentes. O termo Igreja, por outro lado, refere-se a todos os crentes em Jesus Cristo, abrangendo a população de indivíduos a caminho do céu e unidos pela sua fé em Cristo, sem levar em conta as ligações ou envolvimentos da igreja local. Alguns chamam isto de Igreja universal, em oposição à igreja local. Como vê, a Revolução está destinada a fazer avançar a Igreja e redefinir a igreja. Você pode sentir-se aliviado e entusiasmado com o conteúdo deste livro—ou pode reagir com ira intensa, ou mesmo reprovação. Seja o que quer que sinta, peço que leia o livro inteiro antes de julgá-lo. O livro não é longo nem teologicamente denso; é fácil de ler. Pretende, entretanto, ser um argumento coerente e imparcial.

Obrigado por dar-me a oportunidade de compartilhar parte das realidades desafiadoras e transformadoras de vida que mudaram milhões de americanos. Sinto-me honrado e humilde por admitir que sou agora contado com a multidão. Bênçãos abundantes para você, George Barna Ventura, Califórnia

veja também