Rick Warren fala sobre fama

Rick Warren fala sobre fama

Atualizado: Quinta-feira, 24 Julho de 2008 as 12

Pastor revela que usa sua influência para falar em nome dos necessitados

Por Myrian Rosário

"Pai, eu não sou ator, não sou político, sou um pastor. Eu não sou bonito, eu sou gordo, pai". Essa era a oração do norte-americano Rick Warren, assustado diante da súbita fama advinda do sucesso do best seller "Uma Vida Com Propósitos", escrito por ele. "Foi mais difícil saber como lidar com a fama do que com o dinheiro. De repente, pessoas da imprensa começaram a me telefonar quase todos os dias, recebi muitos elogios, críticas e vi que o livro exercia influência sobre vários políticos, empresários e ministros. Eu nem sou escritor, eu sou pastor, mas Deus decidiu que queria usar esse livro", conta Warren, que, embora igualmente assustado, não teve dificuldades em decidir o que faria com o dinheiro da venda dos livros: ele simplesmente tudo devolveu na Deus.

O pastor mais influente da atualidade lembra que ao se tornar famoso, foi buscar uma resposta na Bíblia sobre a maneira certa de agir. "Deus me levou ao Salmo 72, onde Salomão ora pedindo mais influência. Ele era o homem mais rico, mais influente e mais poderoso do mundo e, apesar disso, pediu mais poder, mais influência, para ser mais abençoado e mais famoso em todas as nações. Quando li, vi que era a oração mais egoísta que eu já havia visto na vida. Por que ele precisava de mais? Ele já era rico, famoso, poderoso e influente", questionava Warren. "Então, eu estudei mais e entendi melhor. Salomão queria mais inflência para falar em nome dos pobres, cuidar dos enfermos, defender os que não têm defesa. O propósito da influência é falar em nome dos que não têm influência alguma. Quando entendi isso, tive que me arrepender. E foi assim que nasceu o Plano PEACE", relembra.

O PEACE é uma iniciativa global criada por Rick Warren e sua esposa Kay para levantar a igreja na luta conta os cinco gigantes mundiais: vazio espiritual, liderança egocêntrica, pobreza, doenças e analfabetismo. Clique aqui e leia mais.

veja também