Rio recebe simpósio sobre visão apostólica e sedimentação ministerial

Rio recebe simpósio sobre visão apostólica e sedimentação ministerial

Atualizado: Sexta-feira, 27 Maio de 2011 as 11:01

Nos últimos dias 18, 19 e 20 de maio de 2011, a equipe do Centro de Estudos Renascer (CER) Nacional, liderada pela bispa Amanda Baldoni, esteve no Rio de Janeiro trazendo para todos os oficiais ministrações específicas sobre a visão apostólica, sedimentação do ministérios básicos da Igreja e ensino, além de cura interior.

Na quinta-feira, dia 18, a bispa Amanda falou sobre o envolvimento ministerial, enfatizando a natureza da visão apostólica. Ela explicou com bastante profundidade o que é ser apostólico, trazendo à mente de todos a essência da visão dada ao apóstolo Estevam Hernandes. “Ter a visão apostólica é enxergar e viver como Jesus Cristo. É ter as características de Jesus Cristo e apresentar os seus frutos. Fomos enviados para enxergar e viver como Jesus Cristo”, disse a bispa.

Ela falou das características da visão apostólica -- convicção, motivação, disposição, amor, unção, posicionamento, pioneirismo e excelência -- esmiuçando cada um destes aspectos. A bispa ainda abordou a questão dos ministérios que fazem parte da Igreja, explicando que eles existem para trazer transformação pessoal, para nos levar a obedecer o nosso chamado, para trazer maturidade e crescimento ao Corpo de Cristo e para dar vida à Igreja e suprir as necessidades do Corpo.

Na sexta-feira, dia 19, houve uma aula sobre Cura Interior. O pastor Alberto Yanez falou sobre sentimentos, trazendo a todos a revelação de diversos fatores que criam marcas e feridas que precisam ser curadas. Entre eles, falou sobre os traumas vividos na infância que é uma fase decisiva na formação do caráter de uma pessoa. Enfatizou, inclusive, a importância dos cuidados com a família. “O diabo busca habilitação na nossa casa. Por este motivo, precisamos estabelecer o nosso sacerdócio dentro de casa”, afirmou.

Por fim, ele falou do padrão de relacionamento estabelecido por Deus para a Igreja, descrito em 1º Coríntios 12.12-27, em que todos somos exclusivos para Deus e desempenhamos papéis importantes na formação do Corpo de Cristo; exatamente por este motivo não pode haver entre nós sentimentos de competição e partidarismo. Várias questões relevantes foram abordadas que trouxeram um grande mover de cura.

Finalizando o momento da Cura Interior, a bispa Amanda Baldoni abordou a necessidade de nos identificarmos com a paternidade de Deus. “Satanás quer que nos identifiquemos com tudo, menos com Deus”, disse a bispa. Ela salientou que somos verdadeiramente transformados quando conhecemos a Jesus e nos envolvemos com Ele. Somos curados e libertos ao conhecer e viver com Jesus. A bispa concluiu dizendo que as marcas do nosso passado não devem ser utilizadas como desculpa para não sermos curados. Ao contrário, precisamos crer quer Deus transforma estas maldições em grandes bênçãos para testemunharmos o poder de Deus e para sermos instrumentos na vida de muitas pessoas.

No dia 20 de maio, a bispa Amanda, pastor Pedro Baldoni e pastora Mônica Vendrame trouxeram uma ministração especial para aqueles que atuam na área de ensino. A bispa Amanda esclareceu que o primordial em nossas aulas é apresentar a Jesus Cristo para as pessoas, fazendo com que elas se relacionem com Ele e sejam transformadas. Ela disse que o ensino deve ser realizado com excelência para que as vidas sejam marcadas.

Ela, inclusive, compartilhou experiências e testemunhos a este respeito. A pastora Mônica tratou sobre a importância da comunicação e da responsabilidade do povo apostólico em ajudar a perpetuar o conhecimento de Deus na Terra. O pastor. Pedro concluiu a ministração dando dicas e orientações sobre como preparar uma aula, abordando técnicas e importantes considerações.

Ao final dos dias de simpósio, a equipe do CER, juntamente com os oficiais das igrejas Renascer do Rio de Janeiro, levantaram um grande clamor pela ‘Cidade Maravilhosa’, seus formadores e líderes.

veja também