Roberto Brum deixa o futebol para aceitar o chamado de pastor

Roberto Brum deixa o futebol para viver o chamado de pastor

Atualizado: Quarta-feira, 3 Outubro de 2012 as 8:58

Aos 33 anos Roberto Brum abandonou o futebol para assumir o púlpito da 'Igreja de Deus, o Senhor está aqui', em Niterói-RJ.

Apesar de algumas provações, o volante aceitou o chamado para a nova vida e fundou a igreja que lidera.

Ele inicia o culto com a leitura da Bíblia, gesticula bastante, canta e prega às quartas e domingos.

“Recebi o chamado há dois anos, mas não me achava preparado, apesar das pessoas me tratarem assim. Há seis meses, recebi outro chamado e revelações, e vi que era minha hora”, conta Brum, hoje pastor.

Quando mais novo, o jogador vivia na farra. Baladas, bebidas, traição. A mudança veio com a conversão. “Não era dá pá virada, mas cheguei perto e minha carreira não deslanchava. Aceitei Jesus e virei um marido fiel, sem vida dupla e valorizei meus filhos (Brenda, 12, e Robert, 6). Jesus me trouxe isso de volta e não me arrependo. Me tornei uma pessoa melhor.”

Enquanto ainda jogava, Brum realiza cultos e convidada outros jogadores. Ele conta que Neymar e Ganso eram frequentadores dos cultos. “Eles sempre apareceram nos cultos. E o Rafael também. Inclusive, eu e um pastor meu amigo o batizamos em um rio de Cubatão (SP)”, completa.

Leia também:

Evento 'Oxigênio' ganha destaque em jornal da Rede Globo

'Estou vivo por um milagre', conta sobrevivente do Carandiru


com informações do Extra

veja também