Ron Kenoly: "Aquele que adoramos não é como você e eu"

Ron Kenoly: "Aquele que adoramos não é como você e eu"

Atualizado: Terça-feira, 30 Março de 2010 as 12

"Realizar um encontro que traga a presença de Deus sem manipulações". "Realizar um encontro que traga a presença de Deus sem manipulações". Essa foi a proposta da conferência Adoração & Adoradores 2010, que aconteceu nos dias 25, 26 e 27, na Igreja Batista Água Viva, em Mauá (SP). O evento trouxe a ministração de David Quinlan, Juliano Son, Adhemar de Campos, Asaph Borba, Massao Suguihara, os irmãos Tiago e Carol Suguihara, Joe Vasconcelos e Ron Kenoly.

Idealizador da conferência, o pastor Massao Suguihara falou ao GUIAME.com.br  que as expressões espirituais devem ser naturais. "O homem às vezes quer tomar o lugar de Deus e fazer as coisas acontecerem pela sua própria força, mas não é por força e nem por violência, mas pelo Espírito". O pastor reiterou que em muitos lugares, as manifestações como "cair no Espírito" são reais. "Agora se estão empurrando para criar um clima de ação espiritual e Deus não está agindo, eu creio que cada pessoa dessa vai prestar contas diante de Deus, porque estão enganando o povo de Deus".

Fidelidade

Na manhã do sábado, dia 27, a ministração do músico e pastor Asaph Borba apresentou um tema que relaciona-se ao título da conferência: "Transformando cidades e nações". Borba pregou sobre fidelidade que, segundo ele, deve ser estendida aos relacionamentos, talentos, dinheiro, e tempo do cristão.

"A fidelidade gera um rastro que outros podem seguir. O fiel sempre pode ser seguido. Para mim, Deus não vai transformar somente as estruturas físicas e econômicas de um lugar, o principal foco de Deus é transformar o homem, para o homem transformar qualquer outra coisa", disse Borba, em entrevista ao GUIAME.com.br

Vocalista da banda Gileade, Patrícia Muller, veio do Paraná para assistir à conferência. "A gente aqui aprende muito, busca do Senhor e recebe. É uma escola para os ministros de louvor", disse Patrícia.

Transformando mentes

Pela primeira vez no Adoração e Adoradores, o pastor e cantor Joe Vasconcelos ministrou na tarde do sábado. Vasconcelos contou ao GUIAME.com.br que ficou surpreso ao ser convidado: "Quando a gente vem e traduz o Ron Kenoly já é uma bênção. Canta um pouquinho com ele ali, adora um pouquinho com ele ali, e me convidaram para vir ministrar também. Fiquei super, super, feliz com a oportunidade".

O líder ministrou aos presentes a importância de ser transformado como indivíduo para que assim cidades e nações possam ser mudadas pelo Evangelho de Cristo. "A Bíblia nos ensina em Romanos 12:12 que não devemos ser moldados por este mundo, mas transformados pela renovação do nosso entendimento. E até o nosso caráter é mudado, assim nós deixamos a luz de Jesus brilhar em nós e o mundo que está na escuridão vai ver a luz brilhar", ministrou.

Ron Kenoly

Cumprimentando o público da Igreja Batista Água Viva com um "Good Afternoon", Ron Kenoly iniciou sua preleção na conferência Adoração e Adoradores 2010. Ele mesmo traduziu a expressão sorrindo: "Boa tarde", e foi seguido por risadas.

Com sotaque de Inglês americano, o músico cantou em Português a canção "Só tu és digno", escrita por Joe Vasconcelos, que foi intérprete durante a ministração. Entre as canções, Kenoly apresentou também "Celebrate", traduzida no Brasil como "Exaltai".

Durante todo o louvor, o líder interagiu com o público, chegando a passear entre os presentes com o microfone, pedindo que o imitassem em escalas musicais. Kenoly cantou e dançou a música "God is so Good", apresentando versões em Japonês, Chinês, Inglês Britânico, Espanhol, dialetos africanos. Em Português, foi embalado por uma bossa nova. "Deus tem abençoado esse ministério e as pessoas têm cantado essa canção em todo o mundo", disse o ministro que já viajou para 108 nações.

Rei dos Reis

"Aquele que adoramos não é como você e eu. Ele é Rei", a afirmação de Ron Kenoly expressa o que pastor desejou mostrar em sua pregação. Para evidenciar a autoridade de Jesus, Kenoly explicou as características de um rei e seu reino.

De acordo com Kenoly, sendo Rei dos Reis, Jesus tem em sua palavra a lei. "Quando a Bíblia diz que pelas suas pisaduras fomos sarados, você está sarado. Quando diz que se Cristo vos libertar, verdadeiramente sereis livres, você é liberto. Aquele que confessar será salvo, você é salvo. A Palavra do rei é lei. Quando ele diz que você tem que ir por todo o mundo e pregar o Evangelho, você tem que ir", exemplificou.

Kenoly comparou a Terra a uma colônia do reino de Deus: "Ela será sempre o reflexo de um reino", e citou a passagem de Salmos 24:1 - "Do Senhor é a terra e a sua plenitude, o mundo e aqueles que nele habitam".

Diferente de um sistema democrático, Ron Kenoly apontou que em uma monarquia, a população "não tem direitos no reino, tem privilégios".

O pastor destacou que são os cristãos os representantes de Deus na terra, assim caracterizam com a cultura própria, como por exemplo ao guardar um dia santo; com uma língua natural, "a celestial"; e com uma arquitetura característica. "Os prédios são você, você e você", disse Kenoly, apontando para as pessoas.

Como embaixadores de Cristo, o líder ressaltou a necessidade que o homem possui de transformar-se como pessoa para mudar o mundo ao seu redor. "Você terá a mente de Cristo estudando sua palavra. Eu mudarei a minha mente, meu coração, meu caráter, meu ambiente. E através de mim, Deus mudará o mundo", disse o líder.

"Não faço ideia de quando foi a última vez que você se prostrou, mas hoje você aprendeu. Prostre-se a ele", convidou Kenoly. Quase todos os presentes se ajoelharam e muitos foram à frente.

Em entrevista ao GUIAME.com.br , questionado sobre a diferença entre ser "amigo de Jesus" e tê-lo como um Rei, o pastor ressaltou que amizade não pode ser confundida com falta de reverência: "Somente porque Jesus é um amigo, isso não é motivo para você não reconhecer o título dele. Ele ainda é um rei. Seu irmão talvez seja um juiz, mas quando você entra na sala da corte, não pode chamá-lo Fabio, Luiz. Você deve dizer meretíssimo. Somente porque ele é seu amigo, isso não dá a você a licença de respeitar o ofício dele. Até sua mãe, seu irmão, seu amigo têm que se curvar para adorá-lo"

Por Adriana Amorim

veja também