Sacerdote anglicano recebe prêmio de prestígio

Sacerdote anglicano recebe prêmio de prestígio

Atualizado: Sexta-feira, 1 Julho de 2011 as 9:09

Canon Andrew White foi o indicado do ano para o Prêmio Liberdade por seus esforços e extraordinária dedicação à paz e à manutenção da liberdade religiosa no Iraque.

Entre os vencedores passados estão: o ex-primeiro-ministro britânico Tony Blair, em 1999, por seus esforços no processo de paz na Irlanda do Norte; o ex-presidente tcheco Václav Havel, por sua função na Carta 77 e a Revolução do Veludo; além de candidatos ao Prêmio Nobel da Paz, como Elias Chacour, fundador do Israel Mar Elias Instituições Educacionais.

O premiado foi anunciado primeiramente pelo Centro de Liberdade, um instituto americano que existe para o avanço da liberdade religiosa e de consciência.

Após ouvir a notícia, White reagiu de forma caracteristicamente modesta, dizendo: “Eu estou realmente tocado e surpreso por me ser concedida a honra de ser prestigiado dessa maneira. Ser considerado um vencedor digno e estar ao lado de benfeitores que fizeram coisas maravilhosas, sendo eu um sacerdote do centro de Bagdá, é para mim uma honra maravilhosa”

O Vigário de Bagdá, como é amplamente conhecido, tem sido uma voz firme em meio à violência e agitação política que tomou conta do Iraque. White estabeleceu-se como figura central nos círculos políticos, diplomáticos e religiosos, tentando encontrar soluções para a violência e as tensões no país.

Ele disse: “Quer gostem ou não, o fato é que os cristãos são alvos (no Iraque), porque são vistos como pertencentes a uma tradição religiosa ocidental”.

White contribuiu para o processo de reconciliação no Iraque e tem sido considerado exemplar por líderes políticos e religiosos. “Através das relações estabelecidas, ele ganhou confiança e é capaz de intermediar negociações que tiveram efeitos duradouros, especialmente sobre a violência contra grupos religiosos minoritários”, disse Peter Marsden, diretor da Fundação para Assistência e Reconciliação no Oriente Médio (FRRME).

“Canon tem uma capacidade única para reunir pessoas de todas as religiões, que se encontram para um diálogo substantivo e construtivo”, acrescentou Peter Marsden.

veja também