Sarney critica retirada de menção a Deus nas notas de real

Sarney critica retirada de menção a Deus nas notas de real

Atualizado: Quarta-feira, 14 Novembro de 2012 as 9:52

 

Nesta terça-feira, 13 de novembro, José Sarney (PMDB), presidente do Senado, criticou o pedido do Ministério Público Federal para retirar a frase 'Deus seja louvado' das cédulas de real.
 
Em 1986, quando era presidente da República, Sarney autorizou a introdução da frase nas notas. Ele acredita que essa polêmica é falta do que fazer.
 
"Eu acho que é uma falta do que fazer, porque, na realidade, precisamos cada vez mais ter a consciência da nossa gratidão a Deus por tudo o que ele fez por todos nós humanos e pela criação do universo. Nós não podemos jamais perder o dado espiritual. Eu tenho pena do homem que na face da terra não acredita em Deus", afirmou.
 
A ação da Procuradoria da República é baseada na justificativa de que o Estado brasileiro é laico e a frase pode privilegiar uma religião.
 
 
com informações do G1
 

veja também