SBB promove café para pastores e apresenta novo projeto

SBB promove café para pastores e apresenta novo projeto

Atualizado: Segunda-feira, 1 Dezembro de 2008 as 12

Da Redação A manhã do dia 29 de novembro foi escolhida para que o Café de Pastores da Sociedade Bíblica do Brasil (SBB) ocorresse. Além da confraternização entre os líderes, o projeto "É tempo de ouvir a Palavra de Deus" foi apresentado. O local que sediou o evento foi a Igreja Fonte da Vida, em São Paulo.

Percebendo a necessidade que a igreja brasileira possui em relação ao estudo da Palavra, a SBB gravou o Novo Testamento em MP3, para que os analfabetos, deficientes visuais e as pessoas que não gostam, ou não possuem tempo para ler, tenham acesso a Bíblia. A proposta é que até 2010, 5% da população brasileira, cerca de 10 milhões de pessoas, escutem o Novo Testamento.

"Não estamos tão empenhados em fabricar e vender um livro, mas nossa missão nos leva nas mais diferentes estratégias de difundir a mensagem da Bíblia", afirmou Mário Rost, gerente de Desenvolvimento Institucional da SBB.

Havia representantes de diversas cidades paulistanas e de instituições governamentais como Exército e Polícia Militar. "Temos materiais impressos da Sociedade Bíblica na Polícia Militar e ele é distribuído aos militares para que possam ter acesso à palavra de Deus", contou o Sargento Ramon Rodrigues.

A exposição da palavra ficou sob a responsabilidade do pastor Paulinho Boa Vista, que chamou a atenção dos presentes com seu talento e bom humor para compor músicas sobre situações vividas devido a sua deficiência visual, e também por musicar algumas passagens do Novo Testamento. O preletor conclamou aos presentes para analisaram o tipo de vida, ministério ou igreja que possuem, fazendo analogia ao texto de Lucas 10, passagem que fala das irmãs Marta e Maria. Enfatizou a importância de possuir tempo para ouvir, estar atento, considerar, compreender e praticar os ensinamentos contidos na Bíblia.

Durante as orações e exposições do projeto, os dirigentes lembraram das necessidades dos desabrigados pela enchente em Santa Catarina e mostraram que além de orar, eles contribuíram com literaturas cristãs para que o povo tivesse a verdadeira Esperança que só Cristo pode proporcionar em meio a essas situações.

O momento de louvor ficou sob a responsabilidade de Thiago Grulha e banda, que ministrava a importância de ouvir não só a Deus, mas também as pessoas ao redor e testemunhar do amor de Jesus.

Como o ano 2008 foi instituído como o da Bíblia, o coordenador da iniciativa e pastor, Eude Martins, relatou as experiências obtidas. "Esse ano foi impressionante pelo despertamento que houve em todo o País para a leitura da Bíblia, o grande mérito do ano foi motivar as pessoas a lerem a Bíblia toda, de forma sistemática".

O projeto Bíblia Manuscrita também foi mencionado, nele pretende-se fazer cópias manuais da Escritura Sagrada, serão 29 exemplares, duas nacionais e 27 estaduais. Segundo o pastor Eude Martins, até o final do mês de fevereiro do ano de 2009 as Bíblias estarão prontas, serão digitalizadas, encadernas e doadas para as bibliotecas Nacional e públicas de cada estado.

"A princípio, pensávamos que copiar a Bíblia seria apenas uma experiência cultural, mas na verdade existem experiências maravilhosas pelo Brasil, como uma senhora no Belém do Pará, que estava aflita por problemas na família e o versículo que ela copiou foi resposta para o que estava enfrentando, saiu com paz no coração", testemunhou o pastor Martins.

veja também