Seguro: Um benefício para a Igreja? Especialista responde as dúvidas

Seguro: Um benefício para a Igreja? Especialista responde as dúvidas

Atualizado: Quinta-feira, 7 Julho de 2011 as 4:29

José teve grandes desafios em sua vida. Um deles foi o de gerenciar dois momentos diferentes na história do povo do Egito. O tempo de vacas gordas e o de vacas magras.

Então surge-nos uma pergunta: Devemos nos preparar para as más notícias? Devemos ter uma consciência preventiva?

Algumas pessoas podem achar estranha a idéia de adquirir um seguro de vida para os pastores, um seguro do carro pastoral, um seguro patrimonial para a Igreja. Mas sabendo que coisas boas e ruins acontecem para todas as pessoas, por que não investir em algo que possa dar um maior conforto e tranquilidade em um momento de dificuldade?

Um seguro de vida pode trazer uma segurança financeira aos queridos dependentes, o seguro automotivo pode assegurar uma tranquilidade e assistência no caso de uma colisão, roubo ou outras intempéries. O seguro patrimonial pode garantir uma substituição de equipamentos furtados ou que sofreram acidentes diversos e também, pode assistir às vidas no caso de um roubo, incêndio ou acidente dentro das Igrejas.

Para falar sobre o assunto, entrevistamos   Albery Garcia Duarte   que é Graduado em Tecnologia e Marketing, Corretor de Seguros desde 1997,  Corretor responsável  e gerente da Seguros União desde 2008.   

A aquisição de um seguro ou a importância que se dá a ele está diretamente ligada à cultura. A cultura brasileira que diz "acidente ou tragédia só acontece com os outros" tem sido mudada e mais pessoas perceberam a necessidade da aquisição do seguro nos últimos anos? Albery -   O que percebemos é que gradativamente o brasileiro tem se preocupado mais em garantir o futuro de seus familiares. Culturalmente dava-se mais importância ao seguro do carro, atualmente observamos que mais pessoas têm aderido ao seguro de vida, com vistas a amparar seus queridos na falta do provedor do lar. O seguro para garantia de reposição do patrimônio em casos de sinistros de incêndio, vendaval, danos elétricos e roubo, também tem crescido consideravelmente. O ideal seria que o seguro do carro, da casa e da vida, tornassem uma " commodites " (mercadoria), como uma conta de água, luz ou telefone.

Além do seguro de vida para pastores e funcionários, que auxilia os be neficiários a enfrentar as crises surgidas em decorrência da invalidez ou morte daquele que provia o salário, quais são os outros tipos de seguro que podem ser adquiridos pelas Igrejas?

Albery -   O seguro patrimonial, responsabilidade civil, eventos. No caso do seguro patrimonial o objetivo principal é a garantia da reposição dos bens da igreja e a reconstrução do templo. Um fato muito importante é que aquelas igrejas que tem seus templos alugados são responsáveis pelo imóvel no caso de um incêndio. No seguro de responsabilidade civil e eventos, a igreja torna-se responsável pela integridade física dos fiéis que frequentam seus templos, nos casos de acidentes ocorridos nas suas dependências.

Desastres ambientais, como os que sofremos no mês passado, tanto o terremoto e tsunami no Japão, como nacionalmente, com as enchentes no Sul e Sudeste brasileiro têm sido cada vez mais frequentes. Há diferentes coberturas ou todos os seguros cobrem os estragos providos destas intempéries?

Albery - Cada seguradora opera com coberturas e condições gerais diferentes, as regiões e suas características climáticas são analisadas para depois oferecer ou não determinada cobertura.

O que um seguro patrimonial com responsabilidade civil garante aos freqüentadores da Igreja?

Albery -   Nos casos de acidentes ocorridos dentro das igrejas, o seguro garante a cobertura das despesas com danos materiais e corporais de acordo com as condições gerais de cada seguradora.

Devemos fazer previsões para os "dias chuvosos"? Para alguns, um seguro pode parecer desconfiança na providência divina. Qual a sua opinião sobre isso?   Albery -   Temos sim que depositar nossa confiança em Deus em primeiro lugar. Ser uma pessoa precavida que tem o seguro do seu carro, da sua casa, da sua empresa e principalmente da sua vida, não significa desconfiar da providencia divina, ao contrário, é zelar por aquilo que Deus confiou aos nossos cuidados.

Este mês, um pastor foi até a casa de um irmão para um culto. Ao sair o pastor viu que uma árvore tinha caído exatamente em cima do seu carro. O carro estava segurado. Ele não teve problema algum com o seguro e tudo foi resolvido rapidamente. Quais os cuidados que devemos ter ao adquirir uma apólice de seguro?

Albery -   Em primeiro lugar consultar um Corretor de Seguros habilitado pela SUSEP (Superintendência de Seguros Privados), importante buscar referência deste profissional. Com relação às seguradoras o importante é estar bem atento ao perfil e as coberturas, fatores que podem influenciar tanto no custo do seguro, como na hora da seguradora indenizar um sinistro.

Quais os conselhos para pastores, líderes e gestores das Igrejas que ainda não tinham pensado sobre a questão dos seguros.

Albery -   Olhar com outros olhos para esta questão do seguro, não ter somente como uma despesa e sim como um investimento na segurança e garantia do patrimônio da igreja, humano ou material. Para esclarecimento de dúvidas, solicitação de orçamento, entre outros, colocamo-nos à disposição através do canal "fale conosco"   

veja também