"Sejam pastores relevantes", desafia reitor adventista sul-americano

"Sejam pastores relevantes", desafia reitor adventista sul-americano

Atualizado: Quinta-feira, 7 Julho de 2011 as 2:33

 “Fale simples, mas com conteúdo bíblico. Sejam relevantes em atender as necessidades humanas”, desafiou o doutor Alberto Timm, Reitor do Seminário Adventista Latino Americano (SALT), dia 5 de julho, em Engenheiro Coelho, interior paulista. Cerca de 280 pastores cursam programas doutorais e mestrado no Brasil, Peru e Argentina. No Centro Universitário Adventista de São Paulo segue a 2ª etapa do mestrado em liderança para 50 líderes brasileiros, parceria com a Universidade Andrews dos Estados Unidos. Para uma sociedade pós-moderna, o pastor adventista deve ser mais do que um terapeuta, que oferece analgésicos espirituais. “Ele sai da superfície e avança. O pastor relevante diminui a distância entre a teologia e sua congregação. As pessoas o reconhecem como um homem íntimo de Deus”. Depois, exortou: “sejam gigantes espirituais”, salientando que o púlpito adventista se diferencia por seus valores proféticos e visão escatológica.

A palestra aconteceu após término do ciclo de aulas sobre liderança eclesiástica conduzidas pelo doutor Berndt Wolter, coordenador do Núcleo de Missões. Na agenda, foi tratada a nova proposta de pós-graduação de pastores brasileiros que vai nortear a produção de pesquisa, cujo projeto é conferir diplomas com titulação válida e reconhecida junto ao Ministério de Educação.

Para além das questões de natureza legal, está a missão de alimentar o rebanho. Por isso, ponderou Timm, “cresçam no espiritual, no cognitivo e na missão. Para serem realmente relevantes, sejam mais colaborativos do que competitivos”. Atualmente no exterior, o Peru sedia mestrado em teologia para 40 pastores e a Argentina para 30 líderes.

veja também