Semana Wesleyana registra recorde de público

Semana Wesleyana registra recorde de público

Atualizado: Segunda-feira, 30 Maio de 2011 as 1:10

O auditório da Faculdade de Teologia da Igreja Metodista ficou cheio durante Semana Wesleyana. Foram cinco dias de atividades e 380 pessoas participaram. Um público maior se comparado com anos anteriores. “Tivemos uma participação intensa de todos. Trabalhamos um tema fascinante que abriu caminho para uma série de reflexões”, declara o Reitor da Fateo, Dr. Paulo Garcia.

Esta foi a 60ª edição da tradicional Semana Wesleyana da Faculdade de Teologia Metodista. Pastores, convidados e seminaristas acompanharam as palestras e oficinas. Rodrigo Moraes, aluno do curso de Teologia, participou de toda a programação e afirma que o evento é de extrema importância. “Olhando para nossa história, percebemos a necessidade de rever alguns conceitos. Este é o ambiente perfeito para repensarmos um novo caminho”, revela.

Este ano, o conferencista Dr. Howard Snyder foi o principal destaque. Ele é professor de estudos wesleyanos no Seminário Tyndale em Toronto, Canadá e abordou temas como: “Wesley e a Bíblia” e “Estrutura da Teologia Wesleyana”.

Snyder ficou surpreso com a dinâmica do evento e disse que reunir tanta gente em torno da tradição, reforça o valor da prática do Evangelho. “Para John Wesley teologia significa reflexão e é isto que estamos fazendo aqui. Não significa que devemos aprender apenas com os debates, temos também que nos abrir para a ação do Espírito que nos direciona em ações no cotidiano”, explica o professor.

Evento - A Semana Wesleyana tem como objetivo estimular estudos e a valorização da tradição metodista. “Sempre temos que lembrar o ponto de partida da nossa herança e este encontro nos faz ajustar o foco para o cumprimento da missão da igreja”, declara o Rev. Rafael Rogério de Oliveira, pastor de Congregação Metodista em Guarulhos.

“Achei os temas muito pertinentes e atuais. A gente precisa se atualizar, aprender mais. Já participei de outras Semanas Wesleyanas e sempre é muito bom. Muito do que aprendemos aqui levamos para as igrejas locais. Esta interação é importante para nosso amadurecimento”, diz Marco Aurélio dos Santos, membro da Igreja Metodista Central de Taubaté.

Os pastores Elias Colpini, de 72 anos e Elias Passeri, 61, participaram da Semana. Eles vieram de Santa Catarina e do Paraná, a fim de aprender mais sobre a tradição wesleyana. Ambos estudaram na Faculdade de Teologia Metodista e participaram nas décadas de 60 e 70 das primeiras edições do evento. “Estar aqui é muito bom. Sempre aprendemos coisas novas”, concordam. Tecnologia – Esta edição foi marcada também pelo suporte tecnológico. Todas as palestras do evento foram filmadas e disponibilizadas na internet. “Temos tido um retorno muito positivo. É a primeira vez que utilizamos este tipo de recurso. Faz com que alcancemos muita gente, até mesmo em outros países”, declara o Dr. Paulo Garcia, Reitor da Fateo.

Até quem participou pessoalmente do evento gostou da iniciativa. Vagner Gomes, estudante de Teologia da Fateo, diz vai assistir novamente algumas palestras para reforçar o aprendizado. “Nunca tinha participado de um evento como este. Foi uma experiência única. Certamente tenho uma compreensão mais ampla da teologia de John Wesley”, revela.  

veja também