"Sempre falar da Palavra e do amor de Deus" diz goleiro do Corinthians

"Sempre falar da Palavra e do amor de Deus" diz goleiro do Corinthians

Atualizado: Segunda-feira, 5 Setembro de 2011 as 11:34

No Corinthians, ele conquistou a admiração da maior torcida do Brasil e chamou a atenção da mídia nacional. Júlio Cesar defende o gol do time alvinegro com profissionalismo, talento e evidente amor à camisa. Fora dos gramados, é um dos pregadores das boas-novas de Cristo. Atualmente, o goleiro do Timão é um dos responsáveis pelas reuniões de oração nas concentrações da equipe, nas quais já houve até conversões. Lulinha, que agora defende as cores do Bahia, foi um deles, diz

Júlio: “Muitos jogadores participavam, foi quando o Lulinha, que estava passando por momentos difíceis no time, começou a comparecer às reuniões. Pouco tempo depois, ele se converteu. Fiquei muito feliz”.

Júlio, por sua vez, se converteu em 2005 e foi batizado nas águas em 2007. Desde então, vive o equilíbrio entre o esporte mais famoso do mundo e a religião. “Futebol é alegria e paz, e Deus nos ensina isso”, afirmou, em entrevista exclusiva à revista Exibir Gospel.

Sobre o poder transformador do Evangelho, o goleiro tem muito a dizer. Ele é testemunha de que a fé em Jesus Cristo de fato muda a vida de quem o aceita em seu coração. O atleta conta que, quando ainda namorava Simone, agora sua esposa, passou por alguns momentos complicados no seu relacionamento. Foi quando conheceu Jesus e sua vida passou a ter um novo sentido, mais real e verdadeiro.

No time, todos respeitam a sua fé e até o procuram quando precisam de uma oração. Mas fora do clube, nem sempre é assim. O goleiro conta que a sua opção religiosa nem sempre é bem aceita, especialmente nas redes sociais. “Principalmente no Twitter, sempre tem alguém que se manifesta de forma agressiva, mas eu não dou a mínima importância a isso. Vou sempre falar da Palavra e do amor de Deus”.

Para o futuro, Júlio tem planos bem definidos e o Corinthians está na lista. O atleta deixa claro que só pretende sair do alvinegro paulista no fim da carreira, para jogar, quem sabe, nos Estados Unidos. Mas o grande sonho do goleiro é vestir a camisa canarinha: “Sonho e peço a Deus para que um dia Ele me abençoe em poder defender as cores do meu País”.

veja também