Série 'The Bible' dá origem ao filme 'Sun of God'

Série 'The Bible' dá origem ao filme 'Sun of God'

Atualizado: Sexta-feira, 27 Dezembro de 2013 as 7:49

Roma DowneyApós a série 'A Bíblia' (original 'The Bible') acabou, fez grande sucesso em todo o mundo e vai render um lançamento nas telonas.
 
A série dá origem ao filme 'Sun of God', que já estreia em fevereiro de 2014 nos Estados Unidos.
 
O filme traz o mesmo elenco que trabalhou em 'A Bíblia', mas o foco é na pessoa de Jesus, interpretado pelo ator português Diogo Morgado.
 
Em entrevista, a produtora Roma Downey fala da produção do filme e lembra que Jesus não era interpretado no cinema há 10 anos, desde 'A Paixão de Cristo'. Confira:
 
Existem estudiosos que apontam Jesus como um líder mais político que espiritual. Vocês concordam com essa visão? Ela influenciou o roteiro do filme?
Sim. No filme, o contexto político da época de Jesus é bem ambientado. A Palestina era dominada pelo Império Romano. De um lado, havia a crueldade do regime ditatorial. Do outro, a pobreza do povo hebreu. Então, o clima era tenso e perigoso, e o povo era uma bomba-relógio. Nesse momento, o povo judeu procura um líder e Jesus surge com um discurso sobre o amor e a liberdade. Ele morreu pela liberdade e mandou as pessoas não temerem a morte por seus ideais.
 
Como foi o processo de escolha do ator para o papel de Cristo?
Escolhemos o ator português Diogo Morgado para o papel principal, pois queríamos alguém que pudesse, ao mesmo tempo, passar a ideia de um leão e de um cordeiro, que são as duas características principais da personalidade de Jesus. Ele se adequou bem ao papel. Existem interpretações da Bíblia que dizem que Jesus era fraco, mas não o vemos assim, e sim como alguém forte, com postura. Ele poderia levantar uma espada e lutar se quisesse, tinha físico para isso, mas escolheu não o fazer, e sim lutar só com a palavra.
 
O que mais podemos esperar do filme? Será um épico, como a minissérie?
Será um filme épico, com milagres, lindas paisagens, uma bela trilha sonora e um grande elenco multicultural. O orçamento ultrapassou pouco mais de 20 milhões de dólares. Jesus não era representado no cinema havia dez anos, desde o filme A Paixão de Cristo, de Mel Gibson, em 2004. Vamos mostrar a vida dele desde a adolescência até a morte. Creio que existem fãs da série ansiosos por essa produção.
 
O filme é feito para cristãos?
A intenção é alcançar todas as religiões. A principal mensagem do filme não é propagar uma religião específica, mas sim o poder do amor. E existem pessoas que não vão ao cinema por causa da crença, mas sim para conhecer mais da história de um homem que é tão falado mais de 2.000 anos depois de sua morte.
 
 
com informações da Veja
 

veja também