Sigam-me os bons

Sigam-me os bons

Atualizado: Quinta-feira, 14 Novembro de 2013 as 8:58

twitter“Bem-aventurado o homem que não anda segundo o conselho dos ímpios, nem se detém no caminho dos pecadores, nem se assenta na roda dos escarnecedores.” Salmos 1:1
 
Sigam-me os bons, já diria o ilustríssimo Chapolin Colorado. A febre twitter é uma das redes sociais mais acessadas mundialmente e traz consigo um conceito simples, os seguidores. Mensagens de até cento e quarenta caracteres, que podem conter links para fotos ou vídeos são compartilhadas entre os usuários e seus seguidores. Se gosto de algo ou alguma pessoa, sigo-a e compartilho com ela estas informações.
 
Fiquei pensando no conceito de seguir desta rede social e consigo enxergar algumas questões que devemos levar em conta antes de clicarmos no botãozinho “Follow” (seguir). Quando me proponho a seguir determinada pessoa, seja ela uma celebridade ou não, automaticamente estou me enquadrando ao seu perfil, querendo ou não me torno um participante de suas opiniões e práticas.
 
A Palavra nos indica através do Salmo 1, que devemos tomar alguns cuidados em nossas práticas. Os verbos andar, se deter, se assentar, descrevem os passos característicos do perverso que o justo deve evitar: aceitação dos princípios dos ímpios, participação das práticas de pecadores declarados e finalmente a união com aqueles que zombam abertamente.
 
Se sigo uma pessoa, querendo ou não estou dizendo que aceito os princípios por ela defendidos, além disso, compactuo com suas práticas e as apoio e estou unido a ela em suas palavras sejam elas boas ou ruins.
 
Devemos pensar bem e refletir sobre este assunto, pois quando me proponho a seguir uma pessoa, por mais inocente que isto possa parecer, me torno seu seguidor, ou seja, alguém que sempre irá atrás de seus conceitos, por piores que sejam. Se for para ser seguidor de alguém, que seja de pessoas que professam a mesma fé. Como dizia Paulo, sejam meus imitadores como eu sou imitador de Cristo.
 
Pode até parecer extremismo e lembro que esta é minha opinião baseada no meu entendimento da Palavra de Deus, mas é melhor não seguir ninguém a correr atrás dos pecadores, iníquos e zombadores.
 
Se for pra seguir alguém, que seja o homem mais famoso de todos os tempos, o precursor do Twitter, que mesmo a milhares de anos atrás já havia feito o convite:
 
 “Então disse Jesus aos seus discípulos: Se alguém quiser vir após mim, renuncie-se a si mesmo, tome sobre si a sua cruz, e siga-me.” Mateus 16:24
 
Renunciar a si mesmo significa deixar de lado todo meu orgulho, todo o meu eu para deixar que Ele habite e mude o curso de nossa história. Não podemos deixar de seguir a Jesus para seguir os pensamentos de outros homens, pois Ele é o único que conhece o caminho, a verdade e a vida.
 
Sigamos sempre a Cristo e se preciso for, deixemos de lado tudo aquilo que nos atrapalha nesta caminhada. Podemos até ser seguidores de outras pessoas nesta rede social, mas meus princípios e valores são agregados a Cristo e isto ninguém pode me tirar.
 
“Pois o Senhor aprova o caminho dos justos, mas o caminho dos ímpios leva à destruição! Salmos 1:6”
 
 
- Ricardo Rodrigues
Fonte original: seliganapalavra.com

veja também