Silas Malafaia é apontado como inimigo dos homossexuais em premiação

Silas Malafaia é apontado como inimigo dos homossexuais em premiação

Atualizado: Terça-feira, 27 Abril de 2010 as 12

Os cantores Roberto Carlos e Wando encabeçam a lista dos ''amigos dos homossexuais'' e vão receber o ''Triangulo Rosa'' no 20° Oscar Gay, promovido anualmente pelo Grupo Gay da Bahia.

A lista também cita os inimigos dos homossexuais nos últimos 12 meses devido a declarações ou atitudes consideradas preconceituosas e incentivadores da homofobia. Entre esses estão o presidente do Palmeiras, Luiz Belluzzo pela sua declaração ''vamos matar bambi!''; a direção da Escola de Samba Gaviões da Fiel, ''por expulsar um grupo de gays por dançarem de forma 'afeminada'', o senador Magno Malta, ''pela campanha contra a criminalização da homofobia'', e o pastor Silas Malafaia, da Assembléia de Deus, por defender que a homossexualidade é ''abominação, paixão infame, perversão moral e rebelião consciente contra o que Deus estabeleceu na criação''. Esses ''inimigos'' ganham o ''Troféu Pau de Sebo''.

Segundo Luiz Mott, criador do Oscar Gay, a intenção da premiação é estimular autoridades e personalidade “a defenderem com coragem a cidadania plena dos homossexuais e inibir a intolerância homofóbica''. Para o Grupo Gay da Bahia, Roberto Carlos mereceu o Oscar por declarar seu apoio ao casamento gay. Já o cantor Wando, que apesar de passar uma ideia de conquistador machista, manifestou-se a favor ''do casamento e adoção homossexual''. O cartunista Maurício de Sousa, também vai receber o troféu ''Triangulo Rosa'' por ter incluído entre os personagens da turma da Mônica, o personagem gay ''Caio''.

O Triangulo Rosa é uma alusão ao distintivo utilizado pelos nazistas nos campos de concentração para identificar os prisioneiros homossexuais. Estima-se que mais de 300 mil gays foram presos por Hitler. O Triângulo Rosa tornou-se o símbolo internacional do orgulho gay.

veja também