Silas Malafaia e colunista da Veja comentam vídeos do kit gay

Malafaia e colunista da Veja comentam vídeos do kit gay

Atualizado: Quarta-feira, 3 Outubro de 2012 as 11:04

Faltam poucos dias para as eleições. O pastor Silas Malafaia publicou um vídeo em que alerta aos eleitores de São Paulo quanto ao candidato Fernando Haddad do PT.

O chamado 'kit gay' é o argumento que faz com que o pastor peça que os evangélicos paulistanos votem em José Serra para ir ao segundo turno.

"Como um camarada alertado faz um kit para ensinar esse lixo moral na escola para as crianças? É isso que você deseja para a sua família? É isso que você quer para os seus filhos?", indaga Malafaia.

"Eu sou a favor de um kit intolerância", diz ele, "ensinar as crianças a respeitar gay, religioso, negro, branquinho, gordinho, magrinho, altinho, narigudo, orelhudo, seja o que for, ensinando a respeitar as diferenças."

Parte do 'kit gay' são vídeos que seriam exibidos nas escolas, mas foram vetados pela presidente Dilma.

Reinaldo Azevedo, colunista da Veja online, escreveu sobre o assunto elogiando a postura de Malafaia e também questionando o teor dos vídeos: ensinar a respeitar ou ensinar o homossexualismo?

Em um dos vídeos, o personagem descobre que sente atração tanto por garotas quanto por garotos. Trecho do vídeo: “foi copiando a lição de probabilidade, que Leonardo teve um estalo: por que precisaria decidir ficar só com garotas ou só com garotos se ele se interessava pelos dois? E ele não era de ficar com qualquer um. Mas, quando ele gostava, não importava se era garoto ou garota. E, gostando dos dois, a probabilidade de encontrar alguém por quem sentisse atração era quase 50% maior. Tinha duas vezes mais chance de encontrar alguém (…)!”

"A mensagem é a seguinte: qualquer um que assiste ao filme, qualquer daqueles estudantes presentes, pode, a exemplo de Leonardo, ser gay e não saber — ou, no caso, bissexual. Implicitamente, incita-se a experimentação. Se não tentar, como sabê-lo, não é mesmo? A tese é, obviamente furada, basta vocês procurarem qualquer pessoa que estude o assunto a sério", escreve Azevedo.

Assista aos vídeos abaixo.

Leia também:

Roberto Brum deixa o futebol para aceitar o chamado de pastor

Busque ser reconhecido e aprovado apenas por Deus


com informações do Verdade Gospel e Veja

veja também