Stress ministerial. Já ouviu falar?

Stress ministerial. Já ouviu falar?

Atualizado: Segunda-feira, 22 Outubro de 2012 as 10:20

 

Ministros de louvor, pastores, líderes de jovens, professores de estudo bíblico podem sofrer de Stress Ministerial?
 
Esse termo foi o centro de um bate-papo do qual o cantor Samuel Mizrahy participou.
 
"Fiquei pensando que pelo fato de não sermos perfeitos o tempo todo, apesar da santidade ser um alvo constante, temos que ser aperfeiçoados em nossas fraquezas, pois nessas horas somente o Espírito Santo pode agir", analisou o cantor.
 
No seu Facebook, Mizrahy publicou um texto em que fala mais do assunto. Confira:
 
 
"Já pensou nisso?
 
Há alguns dias fui convidado para participar de um programa de televisão e esse tal tema foi abordado. Stress Ministerial.
 
E foram citadas história do nosso cotidiano, gente que passa a semana toda na igreja, dedicando tempo, trabalho, suor e vida numa instituição. Outras que vivem um ciclo de compromissos ministeriais tão intensos que muitas vezes fazem apenas parte de sua agenda. Até que um dia a bomba explode e vem o tal STRESS MINISTERIAL: uma profunda depressão, uma insatisfação pela falta de reconhecimento e realização pessoal, a vontade de jogar tudo para o alto e sumir. Aí eu me pergunto: Será que a gente tem tempo e direito der ter esse tipo de sentimento? Será que ao passarmos por isso tudo, não estamos desmerecendo o sacrifício de Jesus? Estamos perdendo tempo em nos preocupar com nossa pequenez humana?
 
Aí fiquei pensando que pelo fato de não sermos perfeitos o tempo todo, apesar da santidade ser um alvo constante, temos que ser aperfeiçoados em nossas fraquezas, pois nessas horas somente o Espírito Santo pode agir. Existe uma passagem na bíblia que fala que quando a terra tivesse seca, rachada, sedenta as águas vivas viriam de forma transbordante para saciar e restaurar a terra. E quero lembrar duas histórias bíblicas que nos falam muito sobre esse assunto. A primeira de Elias, quando tinha acabado de vencer umas das grandes batalhas espirituais de toda história contra os profetas de Baal. Um grande livramento e uma grande manifestação do poder de Deus, e mesmo assim ele se escondeu em uma caverna e ficou amedrontado com toda a afronta do inimigo feita por Jezabel. Como uma vitória maravilhosa se transformou num terrível cenário de medo e fuga?
 
Outra história foi a de Pedro, andando sobre o mar, indo em direção ao Senhor Jesus. No momento que ele parou de olhar para Jesus e começou a ver sua condição humana, ele começou a afundar e parou também de viver o que Jesus tinha pra ele naquele momento espetacular.
 
Então eu entendo que tudo tem haver com o foco, ou seja, se priorizarmos nossos limites, os ventos que sopram contra nós e as tempestades da vida, vamos sucumbir em depressão em stress ministerial e vamos deixar de viver o que o Nosso Deus tem sonhado pra nós. Mas enquanto tivermos nossos olhos direcionados para o nosso Senhor e não para os nossos problemas, e desejo de realizações pessoais, continuaremos andando sobre as águas, continuaremos a vencer. E como diria o apóstolo Paulo em 2 Coríntios 12:10 “Pelo que sinto prazer nas fraquezas, nas injúrias, nas necessidades, nas perseguições, nas angústias, por amor de Cristo. Porque, quando sou fraco, então, é que sou forte.”
 
Então galera... se você teve paciência pra ler tudo até aqui, seja fortalecido pelo Senhor Jesus, não mude o foco, não perca a esperança.
 
Mais um versículo? 2 Crônicas 16:09 “Pois os olhos do Senhor estão sobre toda terra para fortalecer aqueles que Lhe dedicam totalmente o coração.”

veja também