"É tempo de ouvir a Palavra de Deus": Campanha da SBB disponibiliza a Bíblia em MP3

"É tempo de ouvir a Palavra de Deus": Campanha da SBB disponibiliza a Bíblia em MP3

Atualizado: Sexta-feira, 22 Maio de 2009 as 12

Por Nany de Castro

Pastores e líderes de várias denominações, como as igrejas Metodista Wesleyana, Batista e  Exército da Salvação, compareceram ao lançamento da campanha "É tempo de ouvir a Palavra de Deus", promovido pela Sociedade Bíblica do Brasil (SBB). No dia 19 de maio, o lançamento aconteceu no Rio de Janeiro, no dia 20, foi a vez de capital Paulista. O local escolhido em São Paulo foi o Fecomércio-Teatro Raul Cortez, no bairro da Bela Vista, onde os convidados eram recebidos em um coquetel que precedeu a cerimônia de apresentação.

"É tempo de ouvir a Palavra de Deus"

O projeto consiste em mobilizar igrejas e cristãos a formarem grupos de audição do Novo Testamento. Há possibilidade da escolha entre as versões Almeida Revista e Atualizada (ARA), narrada por Cid Moreira, ou Nova Tradução Linguagem de Hoje (NTLH). Cada CD é composto por todos os livros do NT no formato MP3 e custa R$10,00, o valor será revertido às obras sociais da SBB.

Em sua mensagem, o Diretor Executivo da SBB, Rudi Zimmer, enfatizou a importância de se "ouvir" a Palavra de Deus e contextualizou suas mensagens com passagens bíblicas e, ao final, destacou que a visão é um ato reservado para o fim dos tempos, quando todos verão o retorno de Jesus para buscar sua Igreja."Precisamos enfatizar o que é e foi verdade em todos os tempos,a Palavra de Deus precisa ser ouvida. Desde o começo, quando Deus se revelou, embora fosse escrito o texto, o fato é que as pessoas se reuniam para ouvir e isso é que nós estamos enfatizando a necessidade de ouvir. E a Fé vem pelo ouvir, não só a fé, mas a vida cristã cresce pelo ouvir.Para que a Igreja cresça em números, isto é mais cristãos participem dela e a Igreja cresça em qualidade em ética, moral e em presença social no país é necessário que ouça a Palavra de Deus. Como Sociedade Bíblica que serve às igrejas, queremos equipá-las para que aconteça o grande crescimento", afirmou o Diretor Executivo.

Ler ou ouvir?

Segundo a pesquisa "Retrato da leitura Do Brasil" divulgada em maio deste ano, encomendada pelo Instituto Pró-Livro, executada pelo Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística (Ibope) e coordenada pelo Observatório do Livro e da Leitura (OLL), 42% da população lêem devagar, não compreendem, não têm paciência ou concentração para assimilar o conteúdo lido. Para o pastor e secretário de traduções e publicações da SBB, Paulo Teixeira, é mais fácil apreender algo ouvindo: "Ouvir faz você refletir de uma maneira diferente a Palavra, porque às vezes você a tem na sua frente e o olho leva para outros universos, divaga na leitura, às vezes até não entende uma palavra. O sentido é muito mais completo quando você ouve apreende melhor os sentidos, os pensamentos que a Palavra que Deus queria transmitir pra você por meio da fala".

Quando perguntado sobre a diferença da aprendizagem no ouvir ou na leitura, o professor e secretário de Comunicação e Ação Social da SBB, Erní Seibert, demonstra a amplitude do assunto: "Acredito que não é diferente, o que se nota é que mesmo o analfabeto pode ouvir a Palavra de Deus. Outro dado importante é que todos nós, mesmos os que estão acostumados a leitura, gostam de ouvir, o que é mais fácil. Hoje, com a tecnologia, você pode ouvir caminhando na rua, no carro, no ônibus. Está mais acessível que a leitura, por isso achamos que terá um impacto muito forte. Quando se faz um grupo de audição, seja na igreja ou na família, o ouvir sempre tem um efeito diferente do que todo mundo ler em silêncio, dá um interação entre as pessoas".

Uma equipe de radialista da Rádio Transmundial simulou a gravação do texto bíblico de Marcos 6, eles gravaram com entonação interpretativa e sincronizada com o tempo da narração do play-back. Além dessas participações, o diácono da Assembléia de Deus em Baependi (MG) e cantor André Cipriano entoaram louvores ao Senhor.

O Coordenador do biênio "A fé vem pelo ouvir a Palavra de Deus", Eude Martins, apresentou todos os momentos da solenidade e  explicou aos presentes os objetivos do projeto."A grande importância de ouvir a Palavra de Deus é o fato da maioria dos brasileiros não gostar de ler, eles preferem ouvia a ler, e isso acaba se refletindo também na leitura da bíblia. O nosso objetivo é integrar a população ao conteúdo da Palavra de Deus, e nós sabemos que ela tem o poder em si mesma porque ela é a Palavra.Temos objetivo de alcançar pelo menos 10 milhões de brasileiros", explicou.

Além das presenças de lideranças brasileiras, destacava-se o pastor americano Phil Kenney, diretor internacional de Hosanna Ministries (EUA), responsável pela tradução e oralização da bíblia para diversas línguas. "Eu admiro as igrejas brasileiras! Tenho visto sua força missionária, o seu crescimento", expressou o pastor.

Antigo Testamento

Para quem acredita que só será possível ouvir o NT, uma surpresa: segundo o professor Seibert, as gravações do AT já começaram.

"O Velho Testamento está sendo gravado na versão da Nova Tradução da Linguagem de Hoje. Deve ficar pronto até o final do ano. O Novo Testamento é mais ou menos um terço da Bíblia, o Antigo Testamento é bem mais longo. E tem alguns livros como Números, Deuteronômio, uma parte que não é histórica, têm leis. Por isso está sendo mais trabalhado para que seja uma audição muito agradável", finaliza o professor.

veja também