Teresinha Neves comenta o manifesto contra as drogas na Marcha Para Jesus

Teresinha Neves comenta o manifesto contra as drogas

Atualizado: Quarta-feira, 18 Julho de 2012 as 3:33

Liderados por Teresinha Neves, um grupo de 120 pessoas fizeram uma manifestação contra as drogas durante a 20ª Marcha Para Jesus em São Paulo, no último sábado, 14 de julho.

Com camisetas personalizadas e faixas com os dizeres ‘Todos Contra as Drogas’, o objetivo era mostrar que a igreja está preocupada com as causas sociais.

“Nenhuma entidade consegue recuperar tantos dependentes químicos como a igreja evangélica”, lembrou Teresinha Neves.

Ela, que já organizou manifestações contra a PLC 122 e contra a pedofilia, explica que, a princípio, a ideia era protestar contra o crack, mas que o aumento de consumo de outras drogas fez com que a manifestação fosse mais abrangente.

Em entrevista ao GUIAME, Teresinha comentou a nova manifestação popular pela liberação do uso de uma droga, a ‘Marcha da Maconha’.

“Lamentável. A gente luta para recuperar nossos familiares e eles lutam para colocar essas pessoas no vício”, diz ela. “Entendo que é um direito. Cada um esperneia pelo o que quer, mas creio que quando a igreja de Cristo se levanta há um diferencial porque também nos levantamos em oração.”

“Todo mundo quer liberar a droga, mas ninguém quer um drogado dentro de casa”, frisou Teresinha Neves.

Ela lembrou que há três anos luta esperando que algum dia a liderança da Marcha apoie a iniciativa de levantar uma bandeira social a cada edição do evento.

“É importante marchar, mas nós podemos marchar e levantar a bandeira por alguma causa social. A igreja precisa voltar a se importar com causas sociais”, completou.

Leia também:

Manifesto pacífico na Marcha pede o Evangelho como ele é

Vitor Belfort lança livro com lições de fé e superação, em São Paulo

 

por Juliana Simioni
GUIAME.COM.BR 

veja também