Thiago Grulha: "Sim, há muita gente cansada da igreja"

Thiago Grulha: "Sim, há muita gente cansada da igreja"

Atualizado: Segunda-feira, 14 Outubro de 2013 as 8

apatiaSei que há! Vejo que há. Sinto que há. Sim, há muita gente cansada da igreja.
 
Não aguentam mais "cultos", "sermões", "atividades de entretenimento", "congressos", "gincanas", "acampamentos", "promessas", "cobranças".
 
Esbarro em frustrações de todo tipo. Alguns traumas. Marcas. Desilusões.
 
Mas não sinto-me chamado para fazer disto uma oportunidade de criticar sistemas, aumentar o grito contra a instiuição, ou engrossar a fileira dos dissidentes.
 
Longe de mim ridicularizar as reclamações. Jamais usaria meu tempo para banalizar as razões dos que se afastam. 
 
Mas me entristeço. Ao observar tudo isto, me entristeço.
 
Como acredito na igreja! Como acredito na sua função espiritual e terapêutica! Como admiro seu legado. Como agradeço a Deus por seus mártires. Louvo a Cristo, seu fundador, cabeça e sustento. 
 
Em tudo isto, arde em mim um desejo de assemelhar-me ao Filho de Deus. 
 
Perdoem a minha pretenção. Não me entendam mal.
 
Minha vida está muito, muito, muito longe de parecer um pouco com o que Cristo é.
 
Tenho imperfeições terríveis e comportamentos indevidos. Sou pecador e rebelde a muitas das ordens de Deus. 
 
O que estou dizendo é que minha esperança tem a ver com a vontade de partilhar Cristo com o outro. De que seja na oração, no diálogo, na canção ou na convivência Cristo possa alcançar o interior. Pois quando Ele tem liberdade para caminhar sobre nosso espírito, o Amor grava algo especial em nós.
 
E evangelho é a boa notícia que restaura a alegria.
 
Que leva anjos a tomarem o lugar das estrelas para cantarem de júbilo. Faz pastores cansados correrem por sobre as colinas para verem a glória revelada tão perto deles. 
 
Enche o coração de um ancião de tanta festa que ele, após erguer o céu na palma das mãos, despede-se da vida, pois já pode descansar deste século e aguardar o novo, descansando na fé. 
 
Notícia que tira um ladrão da condenação para acompanhá-lo até o paraíso.
 
Jesus! Deus que se fez homem. Senhor que lavou pés. Bondade que foi ferida. Eternidade assassinada numa Cruz. Soberano injustiçado pelas falsas autoridades.
 
Promessa cumprida. 
 
Jesus! Vencedor! Algoz da morte. Luz inapagável. 
 
Jesus! Alvo da nossa fé. Motivo da nossa crença. Amigo real e presente.
 
Servi-lO é uma honra!
 
A igreja foi construída sob os Teus cuidados. Levantada com Teu sangue. Inagurada por teu sacrifício. Ensina-nos a transmitir sua graça por meio dela.
 
 
- Thiago Grulha
 

veja também