Time africano faz oração de joelhos antes de jogo no Mundial

Time africano faz oração de joelhos antes de jogo no Mundial

Atualizado: Segunda-feira, 13 Dezembro de 2010 as 9:22

Todos os 11, um a um, lado a lado: chamou a atenção a imagem dos jogadores do Mazembe fazendo uma oração antes do duelo com o Pachuca, do México, pelas quartas de final do Mundial de Clubes. Eles escolheram o gol protegido pelo goleiro deles, Muteba Kidiaba, para pedir proteção e ajuda na partida. A oração durou cerca de um minuto.

O Jogo Antes de a bola rolar, o Mazembe orou em campo e deu certo. O time africano começou o jogo em cima. Com velocidade e força, o Mazembe chegou na área do Pachuca por duas vezes, com cinco minutos de jogo. O primeiro lance aconteceu aos dois. Após cruzamento na área da equipe mexicana, Singuluma testou por cima do gol de Calero. Em seguida, Kasusula cobrou falta pela direita na área, mas o ataque não conseguiu alcançar a bola.

Quando o Pachuca começava a tomar conta do jogo, o Mazembe aproveitou a falha de marcação da defesa e abriu o placar aos 21. Kabangu descolou uma enfiada, de trivela, para Bedi, que invadiu a área e bateu forte na saída do goleiro Calero para estufar a rede.

Aos 35 minutos, Sunzu fez falta em Manso e levou o segundo amarelo e depois o vermelho, deixando o Mazembe com dez em campo.  Com um a mais em campo, o Pachuca se lançou em campo na tentativa do empate no fim, para forçar a prorrogação, mas erro muito nas finalizações. Arizala perdeu um gol incrível ao 43 minutos, e Cvitanich aos 49, decretando o triunfo do time congolês.

veja também