"Todos me deixaram, mas Deus estava comigo", diz pastor que venceu o alcoolismo

Perry Noble teve de deixar a liderança de sua igreja quando teve problemas com o álcool e acabou se vendo sozinho.

fonte: Guiame, com informações do Christian Today

Atualizado: Sexta-feira, 14 Julho de 2017 as 10:16

Perry Noble voltou a ministrar, sendo convidado por igrejas nos EUA. (Foto: Reprodução).
Perry Noble voltou a ministrar, sendo convidado por igrejas nos EUA. (Foto: Reprodução).

Perry Noble sempre foi muito conhecido por suas pregações impactantes na Igreja NewSpring, na Carolina do Sul (EUA). Infelizmente, o pastor acabou tendo problemas com bebidas alcoólicas e isso fez com que ele deixasse a congregação e até mesmo separasse de sua esposa, no ano passado. Ele conta que após lutar contra seu vício, resolveu entrar em uma clínica de reabilitação, mas também tentou atirar em si mesmo, até que ouviu a voz de Deus. Literalmente.

Noble contou o episódio dramático em um emocionante vídeo, afirmando que o suicídio afeta muitas pessoas na América e admitiu que chegou perto de tirar a sua, após deixar a Igreja NewSpring. "Eu estava bebendo demais", admitiu. "Na reabilitação, fui diagnosticado com Estresse pós-traumático", acrescentou.

O ex-pastor revela que o fato de beber decorreu de alguns eventos que aconteceram durante sua vida. Um desses acontecimentos foi um abuso sexual quando tinha apenas seis anos. Noble disse que posteriormente irá compartilhar mais detalhes sobre essa situação.

Ele disse que a maneira como tentou lidar com seus problemas o levou a novos. "Eu fiz isso de forma errada. Voltei para o álcool com mais força", disse ele, explicando que isso lhe proporcionava um alívio temporário. "Quando você está sofrendo, quando algo está quebrado, quando algo está doendo, o alívio temporário é melhor do que nenhum alívio", disse Noble sobre sua mentalidade na época.

"Me senti sozinho"

Ele insistiu que não estava tentando justificar seu uso de álcool, mas estava oferecendo uma visão de como estava sofrendo no momento. Noble admitiu que as coisas não acabaram como ele esperava na Igreja NewSpring. "Em última análise, eu fui demitido. Eu não fui apenas demitido, fui demitido publicamente. Havia muita vergonha. É uma pena que eu tenha feito isso comigo mesmo. Eu não estou culpando ninguém", esclareceu.

Noble disse que sua esposa, Lucretia, decidiu deixá-lo no momento, e levou com ela sua filha, Charisse. Ele esclareceu que nunca houve abuso doméstico e que Lucretia tomou sua própria decisão. "Perdi meu trabalho, minha esposa me deixou e senti como se as coisas mais próximas de mim me abandonassem. Ninguém me retornou meus telefonemas. me senti sozinho", disse Noble, que se registrou em um clínica de reabilitação.

"Eu me senti como um fracassado, sozinho, me senti traído, e se esses sentimentos são verdadeiros ou não, foi assim que eu senti". O ex-pastor admitiu que finalmente chegou "no ponto em que eu estava disposto a passar pela incerteza da morte ao invés de viver através da certeza da vida", apesar de acreditar em Jesus, no Céu e na eternidade.

Noble disse que no quarto dia de reabilitação no Arizona, ele tomou a decisão de deixar a instalação e tirar sua própria vida. "Eu tinha escolhido o lugar, eu peguei a arma, e eu literalmente iria me matar", disse ele, lutando contra lágrimas. Ele caminhou de noite no centro de reabilitação. Mas logo antes de ir embora ouviu Deus falar com ele. "Foi o mais claro que já ouvi. Ele me disse: 'Ainda não terminei com você'. Foi poderoso, me manteve vivo", revelou.

A voz de Deus

O ex-pastor disse que era o que ele precisava ouvir naquele momento. Noble admitiu que a voz de Deus não mudou suas circunstâncias ou seus sentimentos, mas naquele momento ele soube que não estava sozinho. “"Todos me deixaram, mas Deus estava comigo”. Dirigindo-se a pessoas que viram o vídeo, ele disse: "Não é uma coincidência que você esteja sentado do outro lado deste computador, ouvindo-me contar minha história. Talvez Deus esteja me usando para divulgar esse encorajamento para você. Se Deus pode fazer isso por mim, Ele pode fazer isso por você. E Ele irá. Eu acredito nisso".

Noble disse que passou um ano desde seus pensamentos suicidas, e notou que ainda não está onde deseja estar na vida, mas que melhorou. "Eu ainda não sou onde eu queria estar. Sinto falta de pastorear a igreja, adoro a igreja local", disse ele. "Minha esposa e eu ainda estamos separados, não houve reconciliação. Ainda perdi muitas amizades. Não estou onde quero, mas também não estou onde eu costumava estar. Nós podemos adorar a Deus no topo da montanha, mas é no vale que podemos conhecer Ele", finalizou.

Confira o vídeo na íntegra (em inglês):

veja também