Três prédios comerciais desabaram no centro do Rio de Janeiro

Sobrevivente atribui livramento de tragédia no RJ a Deus

Atualizado: Quinta-feira, 26 Janeiro de 2012 as 1:13

A prefeitura do Rio de Janeiro confirmou que pelos menos 19 pessoas estão desaparecidas depois do desabamento de três prédios no centro da cidade na noite desta quarta-feira (25). Mais de cem homens do Corpo de Bombeiros trabalham nesta quinta-feira na busca de vítimas.

Até a noite de ontem, cinco pessoas foram resgatadas com ferimentos leves e levadas para atendimento em um hospital próximo. Uma das vítimas, o operador de refrigeração Nelson Gomes, contou que escapou por muito pouco do desabamento. Ele estava no 10º andar de um dos edifícios junto a outras pessoas na hora em que um forte barulho foi ouvido.
"Desci as escadas correndo, desesperado. Quando saí do edifício, ele desabou. Escapei por um triz. Foi obra de Deus", disse, segundo a Folha de S. Paulo.
De acordo com a agência Reuters, relatos de testemunhas que passavam pelo local por volta das 20h30, hora em houve o desabamento, disseram que primeiramente ouviram estalos vindos dos edifícios. Logo em seguida, rebocos começaram a cair na rua e os prédios vindo abaixo logo depois.
Houve pânico, correria e desespero no local, com muita poeira e escombros em toda parte, que atingiram também carros e pedestres que estavam no local.
"Parecia um terremoto. Primeiro caíram blocos de concreto do prédio. Começaram a cair vários e as pessoas começaram a correr. Depois caiu tudo de uma vez", contou uma testemunha que afirmou ter visto o desabamento.
Os prédios, um de 20 e outro de 10 andares, e um de apenas 4, ficavam na avenida Treze de maio, próximo ao Theatro Municipal do Rio. Eles eram edificações antigas e históricas, e funcionavam ali escritórios de empresas, lojas e uma agência bancária.
As causas do desastre estão sendo investigadas por peritos, mas indícios dão conta que pode ter havido um dano estrutural.
De accordo com o relato de um funcionário da Defesa Civil que atuou no local, falou à Globo News que havia uma obra, provavelmente irregular, no sexto andar de um dos prédios que já está sendo investigada.
O desabamento não é o primeiro a ocorrer no centro do Rio. Em outubro do ano passado, três pessoas morreram e 17 ficaram feridas após uma explosão provocada por vazamento de gás num restaurante na movimentada área da Praça Tiradentes.
O desastre suscita dúvidas de se o Rio tem a infraestrutura adequada para os grandes eventos programados para a cidade, como a Copa do Mundo de 2014 e os Jogos Olímpicos de 2016, já que problemas como falta de energia, e falhas no transporte público são recorrentes no dia a dia.
No local onde retroescavadeiras e tratores realizam o trabalho de resgate ainda há muita poeira, principalmente por causa do trabalho das máquinas. O trânsito no local já foi desviado e não há previsão para ser normalizado.

veja também