Trump pede orações em razão do coronavírus: “Nenhum problema é grande demais para Deus”

Após reconhecer a gravidade da situação, Trump também destacou a importância da fé em momentos difíceis como estes.

fonte: Guiame, com informações da CBN News

Atualizado: Segunda-feira, 16 Março de 2020 as 8:48

Trump faz pronunciamento oficial sobre coronavírus no jardim da Casa Branca. (Foto: AP Photo/Evan Vucci)
Trump faz pronunciamento oficial sobre coronavírus no jardim da Casa Branca. (Foto: AP Photo/Evan Vucci)

O último domingo (15) foi proclamado pelo presidente dos EUA, Donald Trump como um Dia Nacional de Oração pelos cidadãos afetados pelo coronavírus. O anúncio foi feito na sexta-feira anterior, como um tipo de convocação e convite à unidade.

“É minha grande honra declarar o domingo, 15 de março, como um Dia Nacional de Oração. Somos um país que, ao longo de nossa história, buscou a Deus proteção e força em tempos como esses. Não importa onde você esteja, encorajo você a se voltar para a oração em um ato de fé. Juntos, vamos facilmente prevalecer!”, declarou Trump em uma publicação no Twitter.

Já no domingo, o presidente proferiu um discurso, no qual destacou a importância da fé em momentos de dificuldade e pediu que o país se mantenha unido para superar a pandemia.

“Nos tempos de maior necessidade, os americanos sempre se voltaram para a oração para ajudar a guiar-nos através de provações e períodos de incerteza. Enquanto continuamos a enfrentar os desafios únicos impostos pela pandemia de coronavírus, milhões de americanos não conseguem se reunir em suas igrejas, templos, sinagogas, mesquitas e outras casas de culto”, disse.

“Mas, neste momento, não devemos deixar de pedir a Deus mais sabedoria, conforto e força, e devemos orar especialmente por aqueles que sofreram danos ou que perderam entes queridos. Peço que você se junte a mim em um dia de oração para todas as pessoas que foram afetadas pela pandemia de coronavírus e que orem para que a mão curadora de Deus seja colocada nas pessoas de nossa Nação”, acrescentou.

Após reconhecer a gravidade da situação, Trump também destacou que por maior que seja o problema, nada é grande demais para Deus.

“Como seu Presidente, peço que ore pela saúde e bem-estar de seus colegas americanos e lembre-se de que nenhum problema é grande demais para Deus lidar. Todos devemos levar a sério as sagradas palavras encontradas em 1 Pedro 5: 7: ‘Lancem sobre ele toda a sua ansiedade, porque ele tem cuidado de vocês’”, lembrou.

“Oramos para que todos os afetados pelo vírus sintam a presença da proteção e do amor de nosso Senhor durante esse tempo. Com a ajuda de Deus, vamos superar essa ameaça”, destacou.

Trump também pediu orações por todos aqueles que estão trabalhando com seus conhecimentos técnicos para combater o vírus.
“Incentivo todos os americanos a orarem por aqueles que estão na linha de frente da resposta, especialmente os destacados profissionais médicos e autoridades de saúde pública de nossa nação que estão trabalhando incansavelmente para proteger todos nós do coronavírus e tratar os pacientes infectados; todos os nossos corajosos socorristas, Guarda Nacional e indivíduos dedicados que estão trabalhando para garantir a saúde e a segurança de nossas comunidades; e nossos líderes federais, estaduais e locais”, disse.

O presidente voltou a citar a Bíblia em outro momento de seu discurso para destacar que a fé e o discernimento deve acompanhar as decisões nestes dias difíceis.

“Estamos confiantes de que Ele lhes dará a sabedoria necessária para tomar decisões difíceis e tomar ações decisivas para proteger os americanos em todo o país. Ao chegarmos a nosso Pai em oração, lembramos as palavras encontradas no Salmo 91: ‘Ele é meu refúgio e minha fortaleza: meu Deus; nele eu confiarei’”, lembrou.

Situação

A disseminação do vírus tem mobilizado a população mundial a se adaptar a novas práticas que envolvem mais cuidado com a higiene e também a evitar locais com grandes concentrações de pessoas - o que em muitos países envolve a realização de encontros e eventos religiosos em igrejas, sinagogas e mesquitas.

Assim como em diversas outras partes do mundo, no Brasil, muitas igrejas realizaram seus cultos online. As que mantiveram os cultos presenciais, distribuíram alcool gel e deram recomendações específicas aos fiéis.

veja também