"Tudo é fruto da minha proximidade com Deus", diz campeão de futsal

"Tudo é fruto da minha proximidade com Deus", diz campeão de futsal

Atualizado: Segunda-feira, 21 Novembro de 2011 as 8:51

Autor de gols decisivos nas duas últimas disputas em mata-mata do Carlos Barbosa na Liga Futsal, o fixo Carlinhos afirma que seu êxito na profissão começou a mudar, após converter-se evangélico, em março deste ano. Dono de um chute potente, o jogador de 30 anos vem se tratando de contusão no joelho para atuar no segundo jogo da final, nesta terça-feira, na Arena Santos. Para a tranquilidade do torcedor gaúcho, as perspectivas de participação no duelo decisivo são muito boas.

Natural de Chapecó-SC, Carlinhos integrou a seleção brasileira campeã do Grand Prix, no último mês, em Manaus. Vivendo ótimo momento na vida profissional, ele credita a boa fase a uma mudança na vida pessoal. Em março deste ano, o jogador tornou-se evangélico, o que potencializou sua confiança em quadra.

- Tudo o que tenho conquistado nesses últimos meses é fruto da minha proximidade com Deus. Desde que me converti, as coisas começaram a mudar na minha vida - conta ele, que conheceu a religião evangélica através de um tio.

Além do bom momento com sua fé, Carlinhos está prestes a ser pai pela segunda vez. Grávida, a esposa do jogador, Patrícia Moro, deve saber o sexo do bebê nesta segunda-feira. Muito apegado ao primogênito Enzo, de 3 anos - com quem costuma entrar em quadra antes dos jogos - ele não vê a hora de descobrir se ganhará mais um menino ou se virá uma inédita menina.

- Seria bom se viesse uma menina, porque gostaríamos de ter um casal. Mas, se vier menino, será bem vindo da mesma maneira - comenta Carlinhos.

De malas prontas para a Rússia, onde defenderá o Dina Moscou, a partir de janeiro, o fixo não teme perder visibilidade. Ele explica que a escolha do novo clube se deu pelo fato de ter a possibilidade de ficar mais tempo com a família.

- Na Rússia, os times jogam uma vez por semana. Aqui, temos jogado duas ou até três vezes por semana. Preciso de mais tempo para o convívio familiar e não acho que essa mudança vá me tirar da evidência, já que o futsal russo está muito valorizado - destaca.

Com informações do Sportv

veja também