"Tudo que não traz a glória de Deus deve ser afastado do culto”, alerta pastor

Luiz Fernando afirma que o único destaque do culto deve ser Cristo, para que a igreja não caia em enganações.

fonte: Guiame

Atualizado: Quarta-feira, 22 Agosto de 2018 as 10:36

O pastor Luiz Fernando Ramos, líder da Igreja Batista da Aliança, alertou sobre os excessos que podem ocorrer durante cultos. Ele afirma que durante uma celebração, o destaque deve ser apenas Cristo e salientou que deve ser evitado “tudo o que não traz a glória de Deus”. O comentário seguiu a abordagem de Cassio Miranda, apresentador do programa Bate-Papo.

Cassio pontuou um caso que aconteceu na África. A imagem de um pastor pisando sobre crianças ficou conhecida em 2016 e ainda hoje é comentada pela mídia local. "Essas coisas fora do padrão são sinais de Deus ou podem ser do mal? Como que eu filtro para saber se é de Deus?”, indagou Cassio.

"No culto, o destaque é Cristo e não pode ser a posição demoníaca ou o exorcismo. A gente percebe o seguinte, tudo o que não traz a glória de Deus deve ser afastado do modelo de culto no meio cristão”, alertou o pastor Luiz Fernando.

“Essas coisas mirabolantes que a gente não tem muita explicação, coloca no peso da palavra de Deus. Se não tiver respaldo, é [necessário] algo que não falamos no meio evangélico: o dom de discernimento do espírito”, disse ele, esclarecendo que é preciso ter esse discernimento espiritual para não cair em enganações.

Discernimento

O pastor Wellington Dias, diretor do seminário “Cristo para as Nações” concorda e afirma: “Eu acho que nós buscamos uma infinidade de dons, principalmente línguas e profecias, que são os que mais aparecem. Mas o discernimento de Espírito foi o que Paulo teve em Filipos, onde havia uma menina que estava possessa de um demônio de adivinhação por exemplo. Se fosse uma pessoa na sua frente fazendo propaganda você ia falar que era de Deus”, pontuou.

“O discernimento do Espírito vai nos ajudar em situações como essa, por que o próprio Paulo fala que haverá um tempo em que os homens não suportarão a sã doutrina e darão ouvidos a demônios. Ou seja, serão direcionados por demônios”, alertou.

Ele encerra afirmando: “Paulo não está falando de pessoas não-cristãs ou de pessoas não-convertidas. Ele está falando para a liderança, para uma igreja de Timóteo. Então eu pergunto, será que esse tempo também não é hoje?”, comentou.

veja também