Turistas brasileiras sequestradas no Egito são libertadas

"Oramos o tempo todo" diz evangélica sequestrada no Egito

Atualizado: Terça-feira, 20 Março de 2012 as 9:21

Sara Lima Silvério, de 18 anos, e Zelia Magalhães de Mello, de 44 foram tomadas como reféns por beduínos, neste domingo (18), no Egito. As jovens que já foram libertadas e passam bem são evangélicas e  ficaram cerca de 9 horas em poder dos beduínos, mas elas disseram que foram bem tratadas e não sofreram agressões.

A rádio Estadão ESPN, Sara relata que em nenhum momento eles atiraram, ameaçaram molestaram as garotas. "A todo momento falavam que ficaríamos bem. Ficamos orando o tempo todo. Não sabíamos se seríamos libertadas hoje, mas mantivemos a calma, ficamos orando. A gente não se desesperou nem chorou. Ficamos preocupadas com quem estava aqui (no hotel), porque eles não sabiam se estávamos mal ou não"

O pastor Dejair Batista Silvério, pai de Sara, disse que sua fé foi reafirmada com o acontecido: estamos em uma caravana, e Deus não negou fogo onde operou tantos milagres no passado", comemorou Dejair Batista Silvério, 60 anos.

As brasileiras darão continuidade à excursão da qual participam e visitarão localidades próximas a Jerusalém, como o monte Sinai e o Mar Vermelho.

veja também