Um algoritmo criado por cientistas israelenses prova que a bíblia foi um trabalho coletivo

Cientistas provam que a bíblia foi um trabalho coletivo

Atualizado: Sexta-feira, 24 Fevereiro de 2012 as 12:10

Desde o início dos modernos estudos da Bíblia, no século 18, especialistas duvidam que alguns de seus importantes textos tenham sido escritos somente por uma pessoa. Um algoritmo criado por cientistas israelenses agora mostra que eles tinham razão.


O software usa informações coletadas por especialistas durante séculos para reconhecer padrões (como o uso hebreu para expressões como “se”, “e” e “mas” e seus sinônimos em certa época) e separar o texto em blocos escritos por diferentes pessoas. 


Com a técnica, já confirmou que o Pentateuco (que reúne os 5 primeiros livros do Velho Testamento) teve vários autores. E que o Li­vro de Isaías não foi escrito somente pelo profeta, mas também por um colaborador, que assumiu a obra a partir do capítulo 33. Até então, os estudiosos desconfiavam que isso havia sido feito no capítulo 39. 


Os fins do algoritmo não são somente religiosos. “Poderá ser usado para determinar casos de plágio ou identificar autores anônimos de determinados textos”, diz o coordenador da pesquisa, Nachum Dershowitz, da Universidade Blavatnik School of Computer Science, em Tel Aviv. 

 

Com informações da revista Galileu

veja também