Uma pedra no caminho

Uma pedra no caminho

Atualizado: Sexta-feira, 8 Junho de 2012 as 11:43

 “Tinha uma pedra no meio do caminho / no meio do caminho tinha uma pedra”. Esses dois versos fazem parte do conhecido poema de Carlos Drummond Andrade, “No meio do caminho”. O escritor fala, em forma de poema, sobre o caminho da vida, no qual somos obrigados a nos desviar das muitas pedras que ali estão. Essas pedras representam as dificuldades ou os problemas marcantes que fazem com que nossa caminhada seja um pouco mais árdua. Nesse aspecto, todos, de alguma forma, gostariam de evitar as pedras do caminho. Mas sempre existirá uma pedra no caminho!

Na Bíblia Sagrada, a pedra tem outros significados, como algo durável, eterno, um marco, um memorial. O próprio Jesus, em um diálogo com Pedro, seu discípulo, disse: “E sobre essa Pedra edificarei a minha igreja e as portas do inferno não prevalecerão contra ela” (Mateus 16: 18). Jesus aqui se coloca como a pedra edificadora que sustenta sua igreja que, por isso, jamais poderá ser destruída. Mais tarde, após a morte e ressurreição de Cristo, Pedro, em uma de suas cartas (I Pedro 2: 4-5) menciona Jesus como pedra viva, reprovada pelos homens, mas preciosa e eleita por Deus. Jesus Cristo foi dado como marco vivo no caminho de toda humanidade e, “todo aquele nEle crer, será  salvo” (Romanos 10: 13).

Portanto, crendo em Jesus, podemos ser edificados e nosso caminho jamais poderá ser confundido. Deus deu à humanidade seu único filho, Jesus, para que, através do seu sacrifício na cruz, todos os que queiram possam ser salvos. Essa é uma promessa feita por Deus ao homem que, de certa forma, o poeta confirmou: “tinha uma pedra no meio do caminho”. Por isso nunca se esqueça que no nosso caminho há uma Pedra, capaz de salvar, consolar, edificar, auxiliar, e levar o homem a Deus. Esta Pedra é Jesus Cristo!
 
Por Elias Júnior congrega na 1ª IAP de Rondonópolis (MT).

veja também