A verdade cristã não é uma série de declarações ou um código de ética

A verdade cristã não é uma série de declarações ou um código de ética

Atualizado: Sexta-feira, 20 Setembro de 2013 as 9:02

evangelhoVamos dar um olhada de perto na mensagem de salvação que o apóstolo Pedro foi enviado a pregar para Cornélio. Por favor tire um tempo para ler em Atos capítulo 10:34-43. Sem dúvida, esse é um resumo do sermão de Pedro, selecionando os pontos principais, mas podemos ver imediatamente que Pedro simplesmente falou de Jesus. 
 
Política, relacionamentos nacionais e questões sociais que agitavam as pessoas daquele tempo nem sequer foram mencionados. Pedro pregou Jesus. Ele simplesmente disse que Jesus era Senhor de todos, que era – e ainda é – a verdadeira raiz de toda questão.
 
O negócio de comparar religiões é na verdade o negócio de contraste. Há pouca compatibilidade. Tome, por exemplo, os fundadores do Islamismo ou Budismo. Eles professaram não serem mais do que meros canais. 
 
Maomé falava de suas visões; Buda falava de sua iluminação. Jesus não fez nenhum dos dois. Ele nunca clamou ser um profeta. Ele disse ser Aquele sobre quem todos profetizaram. 
 
A verdade cristã não é uma série de declarações ou um código de ética ou um programa de observações religiosas. Jesus é a Verdade. Cristianismo é Cristo. Não há necessidade de atacarmos outras religiões. Não há necessidade de atacar o estilo de vida de ninguém, não importa se eles moram no leste, oeste, norte ou sul.
 
Tudo o que precisamos fazer é deixar as pessoas verem por si mesmas quem Jesus realmente é. Como a Bíblia diz, nós precisamos ajudá-los a “provar e ver que o Senhor é bom” (Salmo 34:8).
 
Jesus sempre salva o dia. As pessoas não podem dizer nada contra Ele. Ninguém mais salva, cura, expele demônios e enche as pessoas de alegria. E ninguém pode saber como Ele é até conhecê-lO. 
 
 
- Reinhard Bonnke
 

veja também