Viciado é morto antes de conseguir mudar de vida

Viciado é morto antes de conseguir mudar de vida

Atualizado: Segunda-feira, 26 Abril de 2010 as 12

No title Integrante de uma prole de cinco filhos, José Carlos Costa Teixeira Júnior, de 23 anos, foi assassinado com três tiros dentro de um barraco na rua Clodomir Begot, na invasão Nova Esperança, bairro do Icuí, em Ananindeua, na Região Metropolitana de Belém.

Segundo as informações do sargento Reinaldo e cabo Hamilton, da viatura 2391 da 3ª ZPol, "Júnior", como era conhecido, estava em outro barraco onde morava os pais dele quando chegou um homem de prenome Eric, dizendo para a vítima "pegar uma parada".

Deitado ao lado da mãe, "Júnior" deixou o local e quando abria a porta do seu pequeno barraco de um cômodo, foi surpreendido por dois homens armados de revólveres que o executaram com três tiros, sendo um na cabeça.

O pipocar das balas não chegou a surpreender os moradores da invasão Nova Esperança localizada debaixo do linhão da Eletronorte acostumados a tiroteios no local, devido o intenso tráfico de drogas e divisão de partilha de roubo e assaltos, principalmente, a mototaxistas.

O pressentimento de mãe, no entanto foi mais longe e ao ouvir os disparos a mãe da vítima, Maria do Socorro Silva Sousa, deixou a humilde residência e ao chegar à casa do filho o encontrou já morto envolto em uma poça de sangue. O Diário conversou com Maria do Socorro que mesmo abalada com a morte do filho, disse que ouviu Eric chamando "Júnior", mas ainda advertiu que ele não fosse fumar maconha, porque tinha uma decisão naquela noite de "se entregar à Jesus", disse a mãe. 

Ela informou que o filho esteve preso no ano passado por roubo e após sair da cadeia, passou a se drogar, mas nos últimos meses estava trabalhando como auxiliar de pedreiro tendo constituído uma família, cuja esposa e a filha estariam viajando para o interior do Pará.

Aconselhado pelo irmão que entrou para uma igreja evangélica, "Júnior" estava decidido a esquecer a vida do crime e entrar para uma vida nova, mas os homens a quem certamente "deveria uma parada" resolveram acabar com a vida da vítima prematuramente.

Logo que a equipe do Diário chegou ao local era intensa a presença de viciados e bandidos que após souberem da morte de "Júnior" buscavam identificar Eric que para eles fizeram a "casinha" para matar a vítima. Eles também falavam em um homem conhecido como "Tota" que seria o traficante da área como o possível mandante.

A Divisão de Homicídios esteve no local com o delegado Adelino e o Centro de Perícias Científicas "Renato Chaves" fez a remoção do corpo de José Carlos Costa Teixeira Júnior, que teve uma Bíblia Sagrada aberta no Salmo 23 colocada sob o peito.

SALMO 23

1 - O Senhor é o meu pastor; nada me faltará.

2 - Deitar-me faz em pastos verdejantes; guia-me mansamente a águas tranquilas.

3 - Refrigera a minha alma; guia-me nas veredas da justiça por amor do seu nome.

4 - Ainda que eu ande pelo vale da sombra da morte, não temerei mal algum, porque tu estás comigo; a tua vara e o teu cajado me consolam. (Diário do Pará)

veja também