Vigília do Samba Gospel fala sobre santidade e importância de ser um servo de Deus

Vigília do Samba Gospel fala sobre santidade e importância de ser um servo de Deus

Atualizado: Sexta-feira, 12 Março de 2010 as 12

No último dia 5 de março, o Espaço Renascer foi palco da Super Vigília do Samba Gospel, promovida pelo Ministério do Samba Gospel Renascer. O encontro impactou a vida de todos os presentes, em sua maioria levitas e músicos de diferentes denominações, que estavam em comunhão para adorar a Deus e serem consagrados para o Senhor como sambistas de Cristo. Todo este mover foi regado a muito louvor e adoração com os grupos Perseverança, Geração Boas Novas e Frutos da Promessa.

A vigília teve iniciou com uma palavra do pastor Evandro, dos grupos Renascer Praise e Art Popular, sobre a importância de ser um servo de Deus acima de qualquer outra condição. O pastor também contou o seu testemunho e trouxe um tempo de oração pela cura, libertação e salvação. Foi um momento especial onde muitas pessoas foram ao altar e receberam a unção.

"Deus nos deu um novo ministério, que reuniu várias denominações e grupos de samba gospel. Muitos foram alcançados, curados e libertos pelo poder de Jesus Cristo. Este mover alcança vidas que estão sem direção, sem caminho certo para seguir. O importante é ensinar a todos que Jesus também ama o sambista, servo de Deus", declarou o pastor Evandro.

Logo depois o bispo Waldemir ministrou sobre a santidade no meio dos sambistas de Cristo, a quebra da sensualidade e a consagração do ritmo ao Senhor. "Precisamos vencer toda a resistência do inferno e quebrar a malignidade para alcançar aqueles que ainda estão no meio do samba secular", ensinou. E na sequência, todos os levitas e seus instrumentos foram ungidos.

E para quem não participou desta Super Vigília, os integrantes do ministério avisam que o encontro será realizado todos os meses – será um tempo de adorar ao Senhor e curtir o melhor do samba gospel. A próxima vigília já tem data marcada: dia 02 de abril, às 23h30, no Espaço Renascer.

Por Tatiane Dantas

veja também