Vigília para jovens reúne mais de 3 mil pessoas em Goiânia - GO

Vigília para jovens reúne mais de 3 mil pessoas em Goiânia - GO

Atualizado: Segunda-feira, 6 Dezembro de 2010 as 9:25

Jovens de todo o Estado de Goiás se reuniram para uma vigília especial no Templo Maior, em Goiânia. Foram mais de três mil pessoas presentes na Igreja Universal do Reino de Deus. Intitulada de “Eu tenho o chamado”, a vigília contou com a presença do pastor Jean Madeira, responsável pelo trabalho do Força Jovem Brasil.

Logo no início, ele convidou todos os presentes a darem as mãos para orarem pela população do Rio de Janeiro, que está vivendo um período de confronto entre polícia e bandidos do narcotráfico. “O povo goiano trás muita paz, e o Rio de Janeiro precisa dessa paz”, disse.

Em seguida, pastor Jean orou pela libertação dos jovens e solicitou que todos repetissem a frase: “Eu tenho uma chance.” Com isso, mais de 100 jovens abraçaram a oportunidade e com muita convicção aceitaram ao Senhor Jesus. Em seguida, muitos se batizaram nas águas.

Além das orações, o evento foi animado com as apresentações das bandas Quatro por Um e Compromisso, além da cantora Roberta Gleyce. Para o pastor Álvaro Costa, atual responsável pelo trabalho do Força Jovem em Goiás, a vigília foi um marco na vida de muitos jovens que buscam a transformação de vida. “Nosso objetivo aqui em Goiás é conscientizar os jovens de que para os que estão sofrendo há uma oportunidade de ser feliz com a presença do Senhor Jesus”, afirma o pastor.

A reunião do Força Jovem Brasil acontece às quintas-feiras, às 19h30, aos sábados, às 17h e aos domingos às 13h30, no Templo Jovem, que fica na Rua 55 esquina com Avenida Goiás, em Goiânia.

Libertação  

A vendedora, Jurgleide da Luz Queiroz (foto ao lado), de 27 anos, passou por diversas dificuldades durante a juventude. Ela tinha depressão, síndrome do pânico, insônia e problemas alérgicos.

Aos 17 anos de idade foi morar com tia em Brasília, e lá, começou a participar de uma denominação religiosa, a qual permaneceu por seis anos. Jurgleide não conseguia resolver os problemas que tinha, e por várias noites acordava assustada e com medo. “Eu tinha medo de tudo, ouvia vozes e a noite acordava apavorada, pensei em suicídio por vezes”, conta.

Ela decidiu retornar para a capital goiana, e a convite da mãe aceitou o convite para irem juntas até a Igreja Universal do Reino de Deus. “Eu já assistia aos testemunhos pela TV, então percebi que ali havia um Deus vivo que me tiraria da aflição em que vivia”.

Paralela às visitas à Igreja, fazia acompanhamento com psicólogos e usava remédios controlados. Com poucos meses estando na Universal, largou o tratamento e somente fazia as campanhas de cura e os propósitos de libertação, pois entendera que o problema que a cercava era espiritual. “Tenho quatro anos de IURD e me sinto outra pessoa, pois tenho saúde, não tenho medo de nada, até o meu relacionamento com minha família mudou. A minha vida e da minha família foi transformada, e agradeço a Senhor Jesus Cristo, à Igreja Universal e em especial ao Força Jovem da Catedral, que me apoiou e me ensinou a usar a fé”, testemunha.

Por Rúbia Oliveira

veja também